Gamers!


Tópico em 'Temporada Finalizada' criado por martec em 29/06/2017, 05:27.
Avaliação do Tópico:
  • 0 Votos - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
0 votos
6 respostas neste tópico
 #1
[Imagem: H2jjTNV.jpg]

Ficha técnica:

Título: Gamers!
Título alternativo: Sinônimo: - | Japonês: ゲーマーズ!
Formato: TV
Gênero: comedy, romance
Site Oficial: http://www.gamers-anime.com/
Estúdio: PINE JAM
Diretor: Manabu Okamoto
Supervisor do script: Hiroki Uchida
Character designer: Tensho Sato
Data de estréia: 13/07/2017
Número de episódios: 12
Maiores informações: [AnimeNewsNetwork]

Sinopse ANN:  Keita Amano is a lonely young man who loves video games; Karen Tendō is the beautiful president of the video game club; Chiaki Hoshinomori constantly fights with Keita; and Tasuku Uehara puts on a facade of being satisfied with his life in the real world, but he in truth loves video games.
Responder
 #2
Parece ser uma versão ruim de D-Frag.

Não me interessou muito não pra ser sincero.
Responder
 #3
Verei, romance é cmg msm
Responder
 #4
Esse deve ser o anime que mais me surpreendeu até agora.

Episódio 1 e 2:

O anime começa como qualquer outro anime escola genérico que você vai ver > menina encontra protagonista > menina convida protagonista pro clube dela > protagonista fica todo feliz e shona na menina > agora deveria ser o momento que ele entraria para o clube e começaria o harém, BUT
o protagonista rejeita completamente ela e não é aquela rejeição por algum problema que provavelmente seria resolvido no próximo episódio e viraria um anime normal. Ele simplesmente não quer.

Não é só por isso que o anime quebra o "cliché", durante o episódio todo vão apresentando personagens com alguma descrição do que vai acontecer com eles no futuro. Apresentando personagens que tu acha que vai ser um dos protagonistas e outros que vão ser de fundo ou filho da potas, pra ser justamente o contrário. Os personagens são bem escritos e possuem desenvolvimento em apenas dois episódios.

Por exemplo, um dos o personagen namora a menina há algum tempo já, mas ele achou que era porque ele mudou de personalidade e se tornou alguém "mais legal", por esse motivo ele praticamente não dá valor a ela. Ele vai percebendo que não gosta dela realmente e que aquilo era uma mentira, aí de novo o anime quebra o "normal". A menina na verdade era shonada nele antigamente e ao saber disso ele shona nela de verdade. Eu gostei muito desse desenvolvimento. Normalmente, ele largaria ou algo do tipo e o anime te faz acreditar que isso vai acontecer.

Escrevendo assim não parece tão bom. O interessante é ver como o anime tem a narrativa diferente. É aquele tipo de anime que tu precisa assistir pra entender como é.

Tomara que continue assim né, não caia na "normalidade". Adorando até agora =)
Responder
 #5
Eu falei que não ia entrar aqui mais, mas escrever esses comentários ajudam na minha escrita, então pelo menos isso eu vou fazer. haha

Episódio 3:

Todos os episódios de Gamers até agora me surpreenderam, não porque foge do cliché, mas como eles usam ele de formas completamente "inovadoras".

Como qualquer outro anime escolar, o que move a história e a torna interessante são os personagens. O plot em si serve mais para atrair alguém a assistir do que ser o que te cativa a querer ver. Por exemplo, a história de Gamers é sobre um monte de gente querendo jogar vídeo game, isso não quer  dizer que assistindo isso a gente queira que o protagonista ganhe campeonatos de fps ou e-sports. Inclusive ele mesmo brinca com isso nos episódios passados: o motivo dele não aceitar entrar no clube é basicamente porque ele acha algo muito sério, ele não quer compromisso, quer só jogar o jogo dele e se divertir.

Outro compromisso que o anime faz conosco é falar que vai haver romance. E com certeza há, mas diferente de tudo que você acha. O segredo desse anime é deixar uma coisa completamente óbvia e sempre fazer o não óbvio. A menina que você acha que vai rolar mó romance e vai se apaixonar pelo protagonista se apaixona pelo amigo dele. A menina que tu acha que finalmente vai ter o final feliz com o amigo do protagonista fica morrendo de ciúmes e se aproxima do protagonista. O  tempo todo Gamers! fica brincando conosco mudando o que tá óbvio que vai acontecer.

Outro ponto forte desse anime é como os personagens se relacionam. Tente pegar um anime qualquer medíocre escolar de um grupo de amigos, por exemplo, Fuuka. O mangá ainda mais, mas o anime sempre traz que a banda é um grupo de amigos e eles vão superar tudo juntos, mas isso não traz a sensação de que são amigos de verdade, a interação é sempre sobre algo de comédia, ou falando do plot seriamente, o que realmente não tem problema, mas assim falta entendimento dos personagens, eles são amigos mas pouco sabem do que gostam e desgostam, do que aconteceu com eles, etc. Em Gamers! você vê o protagonista e o amigo dele conversando sobre as coisas que eles têm em comum, coisas que não têm e como isso vai influenciando como eles se relacionam, o que torna a interação bem genuína. Assim, tornando a escrita dos personagens muito melhor que o que normalmente vemos.

A animação continua mediana e as músicas também não exatamente se destacam, mas eu preciso destacar a direção. O diretor desse anime tá sendo genial, o modo como apresentam os acontecimentos e os "spoilers", além do timing cômico, é genial. Tomara que ele dirija mais coisas de comédia. A opening é algo que eu achei super criativo também, parece um pouco a de Konosuba, mas ao invés de contar uma história só, ela conta várias, dos protagonistas jogando e interagindo.

Até agora gostando bastante haha
Responder
 #6
Episódio 4:

É incrível como esse anime é bem dirigido. Todo episódio consegue me surpreender por causa da narrativa.

A primeira parte do episódio foi praticamente mostrando como a garota mais estudiosa, bonita e sociável da escola foi "estragada" graças a paixão pelo Amano-kun. Eles usaram uma maneira muito interessante, comparando o antes com o depois e mantiveram a mesma narração de antes pra mostrar a diferença e ficou hilário!

No geral os outros episódios foram mais legais, focaram na relação de todos os personagens e tal, mas eu achei a retratação de como ficar apaixonado(a) pode mudar tua vida muito interessante. É muito raro um anime abordar esse aspecto.

Cada vez mais a opening e a ending crescem em mim. A animação tá normal e o character design continua bem consistente. Teve gente que não curtiu o rosto dos personagens e tal, mas eu achei que combinou bastante com o tom do anime.

Eu quero ver esse diretor em outras obras, esse é o primeiro anime dele como diretor.
Responder
 #7
Episódio 5:

Vei vei, que porra é essa que tô assistindo EASHUIEHAIEUSEUIESHUEHUAS

Eu NUNCA vi um romance tão bagunçado quanto esse. Tem 4298048290 mal entendidos no meio.

A estrutura narrativa desse anime sempre me surpreende, mano. Eu achei que a parada do final do episódio 3 tinha acabado pq do nada deram um episódio inteiro começando de outro ponto focado na Tendou, mas agora eles retomam o final do episódio 3 no 5 e pqp que bagunça KKKKKKK

Agora tá tendo umas paradas mais previsíveis, o anime não tá conseguindo mais me surpreender toda hora como antes. Também o protagonista todo episódio dar um discurso sobre video games crítica social foda tá meio forçado.  MAS a comédia tá perfeita mano, caí na pala o episódio todo.

A personalidade dos personagens é muito foda, principalmente do amigo do protagonista. O bicho percebe as paradas pro Amano e tenda ajudar ele mas sempre piora as coisas. KKKKKKKKKKKK

Eu tô no time Tendou. As outras duas, principalmente a Nono, eu tô de boa. A Aguri tem que continuar com o Tasuku.
Responder

Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes