Soushin Shoujo Matoi


Tópico em 'Temporada Finalizada' criado por martec em 15/07/2016, 23:27.
Avaliação do Tópico:
  • 0 Votos - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
0 votos
8 respostas neste tópico
 #1
[Imagem: 4TXgOWB.jpg]

Ficha técnica:

Título: Soushin Shoujo Matoi
Título alternativo: Sinônimo: Matoi the Sacred Slayer | Japonês: 装神少女まとい | Abreviatura: -
Formato: Série de TV
Gênero: -
Obra original: Obra originalmente escrita para o anime
Público alvo da obra original: Male
Editora (Label): -
Escrito por: -
Site oficial: http://www.matoi-anime.com/
Estúdio: White Fox (Steins;Gate, Katanagatari, Tears to Tiara)
Diretor: Masayuki Sakoi (Needless, Sora no Method, Neppu Kairiku Bushi Road)
Supervisor do script: Yousuke Kuroda (Hayate no Gotoku!!, Phantom 〜Requiem for the Phantom〜, Honey and Clover II)
Character Design: Mai Toda (Neppu Kairiku Bushi Road)
Data de estréia: 04/10/2016
Maiores informações: [MyAnimeList | AnimeNewsNetwork | AniDB]

Sinopse ANN:  It is 2016. Matoi Sumeragi, a second-year junior high school student, works part-time as a shrine maiden at Tenman Shrine in the city of Kamaya. Ever since being separated from her mother in early childhood, Matoi has been entrusted to her grandparents on her father's side, but three months ago, she finally began to live with her father Shingo. In those circumstances, she only wishes for a peaceful, normal life.

Her close friend and part-time workmate Yuma Kusanagi is part of the family of the shrine's chief priest, and is a candidate to be the successor shrine maiden. For generations, her family has performed exorcisms of evil spirits. She invites Matoi to one of these exorcism ceremonies, a so-called "Divine Possession" that she will attempt.

One day, Matoi and Yuma walk from the school to the shrine as usual, but when they arrive, they are greeted by the shrine's now damaged grounds, and Yuma's parents have both collapsed from their wounds. Matoi's father Shingo, a police detective, launches an investigation, and he comes upon a man who does not seem entirely sane: his only witness. When he holds down the man, Yuma begins the ritual of Divine Possession.

Something strange then happens, not with Yuma, but with Matoi. Matoi Sumeragi, who had only wanted a normal, peaceful life, takes the role of a god, and gains the power to banish evil spirits! To get her precious everyday life back, Matoi must conduct exorcisms!
Responder
 #2
Primeiras Impressões: Soushin Shoujo Matoi 1-3

Resumir em uma só palavra a experiência inicial de MATOI THE SACRED SLAYER (que convenhamos, tem o nome anglicano muito mais legal que o original em japonês) seria desafiador. Isso porque todas que passam por minha mente, descrevem muito bem um dos aspectos do show, enquanto são uma abominação completa para com outro aspecto. Talvez pudesse usar "confuso", mas até mesmo essa não se adéqua o suficiente.

Prefiro começar pelas coisas que são mais consistentes. A representação visual, por exemplo. Cortesia da White Fox (Steins;Gate, Katanagatari), temos uma animação que... Poxa, não posso dizer que é excelente. Tem seus momentos, mas na média, ficamos apenas naquele limiar de "o mínimo aceitável para obras recentes". Talvez um ponto que consiga compensar essa 'falha', seja o Design de Personagens: Todas elas são detalhadas, extravagantemente exclusivas e, principalmente, bonitinhas pra caramba (e estou incluindo os homens nisso também. Tenho uma queda por cavanhaques...). Um ótimo trabalho por parte de Mai Toda.

Depois, outra consistência é a sonora: Uma OST forte e envolvente é uma das qualidades do show. Criar a ambientação através da música, seja ela uma suave melodia pra demonstrar a calmaria do dia-a-dia, ou um ritmo acelerado a intenso pra captar a agressividade de um combate, o anime o faz de forma excepcional. O responsável por esse feito de fazer um desinteressado como eu notar o seu trabalho foi o diretor sonoro Takayuki Yamaguchi (Terraformars, NouCome). Só que vocês não ligam pra esses detalhes industriais (e nem eu, pra ser sincero), então a Abertura ("Chou Musubi Amulet" pelo grupo Mia REGINA) e o Encerramento ("My Only Place" pelo grupo Sphere) seriam assuntos mais relevantes. O primeiro é perfeito para cumprir o seu dever, pois é empolgante e animador, te deixa com o sangue pulsando para finalmente chegar no episódio em si. E depois de tudo, você chega na segunda música e ela te acalma e bota seus nervos no lugar, te fazendo lembrar que isso tudo é só um desenho e que você não devia quase ter um ataque cardíaco por causa de garotas mágicas (Mas escrevo isso enquanto escuto a abertura em loop por mais de 2h).

Só que como nem tudo são flores... A 'inconsistência' presente no feeling do show é tão grande que chega a ser... Inconsistente. Caramba, entende agora o meu drama sobre definir numa palavra só?! De qualquer maneira... Minha reclamação, indo direto ao ponto, é sobre o público-alvo: Na prática, sabemos que garotinhas mágicas com roupas bonitinhas são sempre assistidas por homens de meia idade, independentemente de o quê a obra queria pra início de conversa (Precure, estou olhando pra você). Mas elas são, na maioria das vezes, feitas para A) Um mercado muito específico de garotinhas; ou B) Um público mais abrangente de crianças. O que atrai essas pessoas fora do nicho, via de regra, são justamente os aspectos infantis da obra. A 'felicidade', a 'ingeniudade', a 'pureza' que estão sempre presentes no decorrer desses shows são os pontos buscados...

E então temos Matoi, que decidiu fazer uma obra já diretamente voltada para esse grupo fora do nicho, sem inventar desculpas e sem papas na língua. Podemos ver que a própria produção do anime classifica-o como "Público alvo da obra original: Male", dando suporte a minha teoria. Só que eles conseguiram a façanha de arruinar completamente toda e qualquer chance de fazer sucesso com quem eles queriam, ao destruir justamente os elementos mais importantes do gênero: A tal 'ingenuidade' e 'pureza'. Eles mantiveram todos os outros pontos, o suficiente para ainda reconhecermos a trama como fiel ao que queria retratar (e não um rip-off de mahou shoujo como Madoka foi, por exemplo. Matoi é claramente um Mahou Shoujo vanilla, original), mas trocaram os detalhes que funcionam como a 'cereja' do bolo por seu completo oposto. É tipo você comprar uma cereja pra então descobrir que é só xuxu.

Houve essa troca de 'ingenuidade' por 'sexualidade', e eu simplesmente não consigo entender mais pra que lado eles estão atirando. Fica claro que eles tentavam atingir a famigerada "Pandemia Otaku", aquela super esteriotipada e que aparece no programa da Fátima Bernardes (que apesar de ser minoria e não representar as pessoas que gostam de anime num geral... Bem, elas existem), mas eles tentaram fazer isso da pior forma possível: Eles juntaram duas coisas que fazem sucesso com o público-alvo, mas escolheram justamente as 'piores partes' de ambos. Garotas mágicas fazem sucesso? Fazem. Softporn japonês faz sucesso? Também faz. Mas o que trás o sucesso de ambos são dois extremos completamente diferentes, e que se misturam tanto quanto Iodo em Tetracloreto de Carbono e Água (Eu sou químico e digo: Essas coisas ai não se misturam).
Garotas mágicas precisam da 'ingenuidade' para funcionar. Elas são garotas mágicas, afinal de contas! E Softporn só dá certo por estar já num ambiente absurdo desde o princípio. Se ao menos eles tivessem estabelecido um tipo de atmosfera imbecíl logo nos primeiros momentos do show, todo o papo de demônios, dimensões paralelas e garotas mágicas poderiam funcionar como absurdidade. Mas o que ocorre é uma normalidade excessiva, eles se esforçam ao máximo pra dar a impressão de que aquilo vai ser um mahou shoujo vanilla, pra logo depois acabar com tudo isso sem nem perceber.
Colocando em outros termos: Eles tentaram fazer o Batman ser sociável; Tentaram fazer o Homem-aranha ser rico; Tentaram fazer o Aquaman ser útil; Tentaram fazer o Homem de Ferro não ser a pessoa mais detestável da história da ficção recente; etc.

O mais impressionante é que, apesar de TODOS esses problemas, o aspecto mais de raiz dos Mahou Shoujos até que não ficou ruim. Depois de ignorar todos os zooms em peitos, garotinhas de 14 anos correndo peladas e piadas forçadas sobre exibicionismo, a trama conseguiu me deixar interessado o suficiente pra continuar. Mesmo com uma desinformação enorme que chega a ser perturbadora, e que foi só parcialmente sanada no longínquo episódio 3, eu vejo um bom potencial para esse show, que por não ser baseado em nada (foi originalmente escrita para o anime), pode ir para qualquer lugar.

Acontece que potencial não significa nada se não for aplicado corretamente, e que apesar de serem em parte ignoráveis, todos os problemas de coerência ainda existem. Deixo minhas primeiras impressões de Soushin Shoujo Matoi como um 5/10, já sendo muito otimista no futuro da série e torcendo para que não caia num desfiladeiro.

Aqui alguns comentários que eu fiz no Twitter enquanto assistia os episódios, caso interesse:
https://twitter.com/Vini_vlp/status/798025762372800516

E esse é um vídeo dos bastidores da produção do anime, conversando com Diretores e essa merda toda de Staff, incluindo as dubladoras e as gurias que cantam as op/ed. Tá tudo em Japa, então só passei por cima:

Spoiler:  
Responder
 #3
Gae Bolg de raio 4

oloko, esse episódio foi bem bacana.

O maior feito foi, com certeza, ter transformado uma cena que provavelmente seria uma exposição num café de 3min, em uma cena visualmente muito interessante, não muito massante e de menos de um minuto.
A custas de 5min de flashback pseudo-expositivo? Sim. Mas essa combinação foi bem melhor do que exposição no café.

Apesar de que não explicou muito além do que a gente já sabia. Deu uma arredondada nas pontas, mas as questões de verdade continuaram em aberto, como era de se esperar... Ainda não entendi (e nem elas) como que os Poderes da Matoi funcionam. E pelo visto, não vou saber tão cedo.

O motivo da Loirinha lutar é o mais clássico de todos, tudo bem. Pelo menos eles fizeram a garotinha lá morrer de uma forma não clichê. Achei até uma cena muito MARCANTE, a dela abraçada com o Creed killer, e ele "not today" BOOOOM.
Inclusive, o fato dela NÃO TER 'MORRIDO', mas sim ter ficado 'semi-morta' é muita bait né gente. Fica muito claro que ela vai ressuscitar depois ou algo assim, sendo a prova viva do que a loirinha mesmo disse de que "a pessoa nunca mais será a mesma depois de passar por isso".

Resumindo, então, o motivo de eu ter gostado tanto desse episódio: Ele foi totalmente PLAUSÍVEL. Eles ignoraram a parte 'sexual' do anime, que eu TANTO reclamei nas primeiras impressões, e focaram no aspecto mahou shoujo vanilla. E como eu também cheguei a comentar lá, eles não fizeram um trabalho ruim nessa parte não. Ficou ótimo quando eles focaram nisso.

E agora a loirinha parece ter gostado das duas gurias. Isso também é um ponto interessante, pois normalmente esse esteriótipo da loirinha de 'pessoa séria e focada que odeia tudo e todos' e depois vira amiguinho de todo mundo, é sempre mal utilizado. Ou o salto de 'eu te odeio' pra 'eu te amo' é muito brusco e parece pouco natural, ou ele tem um início sem sentido, tipo "O quê despertou a primeira 'coisa' que deu a oportunidade desse cara começar a mudar?". Matoi fez ambos os passos bem: A loirinha 'salvou' a matoi mais por acaso que por querer (e até ficou 400% mad com ela e tentou matala depois), nisso a Matoi quis agradecer e retribuiu o favor, que acabou por ajudar imensamente a loirinha. Isso foi uma troca de favores bem explorada e que funciona bem como essa 'coisa'. Agora é ver o ritmo.

Enfim, foi mto bom, mas deve voltar a ser incoerente dnv.
+2 e eu fico em dia
Responder
 #4
Desfile de Doces 5

Sun italiano tá liberado


Ah, ok, vai.
Eu realmente achei que a coisa de como a Loirinha entra pro grupo seria bem estranha, mas...
Até que foi razoável?
Digo, foi bem forçação de barra, mas já vi coisas bem piores, então eu meio que aceito.

E na teoria, a loirinha foi meio que forçada a fazer tudo que fez né. A missão dela era só vigiar a Matoi... E as mil coisas que foram compradas, foi com o dinheiro delas...
então eu meio que aceito.

Também gostei do fato de, apesar da loirinha ser uma lunática filhadaputa e ser meio sem noção, ela ainda tem caráter. Tipo, depois que ela descobriu que a Matoi não era sua inimiga, e que não precisava ser hostil para com a guria, Ela passou a tratá-la como uma... pessoa comum. Digo isso pq em alguns shows, eles preferem fazer o salto de "ódio > amor" muito rápido. Aqui não. Houve uma interação NORMAL entre as garotas. Matoi agiu como seu alinhamento™ sugere, ajudando os outros por livre e espontânea vontade, enquanto a Loirinha faz o que qualquer um faria e SE SENTE GRATA pela ajuda recebida, e oferece um pagamento dentro do que está em seu alcance.

É foda você parar pra pensar o quão INCOMUM isso é. Essa deveria ser a situação padrão, mas mesmo assim, quando acontece, a gente fica espantado de tão diferente parece...
Enfim.

O episódio foi super aleatório no sentido de não aprofundar na trama, mas foi bom pois aprofundou os personagens. Todos, praticamente. Inclusive, conseguimos ver que a loirinha é tipo bem mais velha que as outras duas gurias. Eu chutaria que ela tem ai na faixa de 15-16, enquanto as outras tem 12-13. Bacana.

E agora vamos ver essa união divina da guria com a raposa e o guaxinim, o design dela transformada parece ser legal.

Ah sim, esse episódio meio que voltou com as putaria super fora de hora e que não encaixa no contexto do anime como um todo. Se tivesse tirado essas duas ou três cenas, o episódio teria sido tão melhor...

Mas o anime continua sólido. Bem feitinho se você conseguir engolir essas bosta.
Responder
 #5
HAHAHA 6

adorei como eles botaram um monte de adesivos na abertura HAHAHAHA

E esse episódio foi outro que acabou sendo legal pq fez seu trabalho direitinho (como todos vem fazendo) mas não apresentou putaria.

Eu realmente n tenho reclamações quanto ao pacing ou ao desenvolvimento do anime. Eles tão mesmo fazendo o negócio muito bem.
A azulzinha se esforça tanto e recebeu uma recompensa. E eu acho legal como eles fazem ela agir como se realmente tivesse 12 anos. Isso nunca acontece (vide a própria Matoi, que é bem mais madura do que sua idade de 13 anos diria)...

E a loirinha vem se mostrando cada vez mais humana. A princípio a gente tinha uma imagem muito 'robótica' dela, mas que está se esfacelando aos poucos.

MAS AI A GENTE VÊ A PREVIEW E APARECE A GURIA DE 13 ANOS FALANDO "AH, ESSE É O EPISÓDIO DE FANSERVICE NÉ?"...
isso tá mto errado.
Responder
 #6
>gente que builda dano na Lili 7

errr

então né
reclamação de sempre, tem nem oq acrescentar:

O anime É muito bom. Tem uma história bacaninha, roteiro interessante, desenvolvimento suficiente, trabalha bem os elementos...
Mas tudo isso é "estragado" pelo fanservice totalmente descontextualizado e exagerado.

Tudo bem, a trupe foi pra praia? Tá bom, praias são lugares que existem. Biquinis são vestimentas que existem. Peitos realmente balançam quando mulheres pulam.
Mas não tem MOTIVO pra dar um zoom enorme no peito balançando. Um milhão de vezes.
Não tem pq fazer o personagem LITERALMENTE TER UMA EREÇÃO na frente de duras gurias de 12 anos.

É esse tipo de coisa que me deixa MUITO magoado com esse anime... Bah.

Achei legal essa virada que deu na história, vamos ver sobre a mãe da Matoi agr (Shiori o nome dela, que só decorei por causa de DaL).
E fiquei bem curioso quanto a Miku do dragão de água lá. Esse final do episódio, junto com a chamada do próximo, realmente me hookou bem.

Até isso o anime faz de forma excepcional.
AAAAH se não fosse essas putaria atoa...
Responder
 #7
Desejos 8

Anime bipolar do caralho esse aqui, viu? pqp

De novo tivemos um episódio SENSACIONAL.
Foi foda pra caralho esse episódio.

E por qual motivo?
Mantiveram tudo que já tinha, mas não teve (muita) putaria.

INCLUSIVE, esse episódio conseguiu mostrar como dá sim pra fazer piadas de conotação sexual, sem soar desesperado.
Eu ainda acho o Poochi um personagem totalmente descartável, mas já que ele existe, nesse episódio ele foi oq deveria ser sempre.

E minhas esperanças do episódio passado se mostraram realmente frutíferas. Gostei MUITO do rumo que o anime tomou. Apelando bem pro lado sentimental/familiar não só da Matoi, mas de todos que eram envolvidos com a Shiori.
Além, é claro, de termos uma base. Algo que não é uma fodendo organização secreta que não se importa com o que acontece no campo. Algo que pode ajudar a Matoi a entender seus poderes.
Ela vai "ser treinada".

E esse é um ponto que eu sempre me questionei em diversos mahou shoujos no geral: Elas simplesmente 'aprendem' a usar os poderes e tal. Tem casos como Sakura, onde ela tem o Kero (e depois o Shaoran) para ensinar o que fazer e tal, mas mesmo em casos assim, a guria acaba aprendendo "on the go".
Agora em Matoi, ela tá quase sempre não fazendo nada. Pelo simples fato dela não saber fazer nada mesmo. As coisas que ela fez foram todas praticamente instintivas.

Posso estar exagerando um pouco nessa parte mas td bem.

oq importa é que esse anime tá bem l0k0.
Responder
 #8
brechó da Matoi 9

caralho vai se foder

esse episódio foi muito pior do que poderia por causa de putaria desnecessária.

OK CONFESSO QUE RI da parte do Hotel, mas puta merda q negócio completamente fora de personagem.
O maluco do vaticano lá literalmente foi completamente fora de personagem... pqp

E depois a Matoi ficando pelada lá na torre... DO NADA COMEÇA E DO NADA TERMINA
SÓ PRA MOSTRAR ELA PELADA WTF
Tá bom tá bom, deu aquele "flashback" da Shiori no Shingo, mas PORRA ISSO FOI INÚTIL.

E a parte dela saindo de roupa de ginástica... pqp

Ai vc tira essas partes e o anime fica muito bom.
isso q me deixa mais puto...

Fiquei meio assim com esses "personagens" novos que apareceram... Foi meio que repentino, mas tudo bem.
E também me deixou desconfortável o fato da trupe do templo lá ter, também, IGNORADO COMPLETAMENTE a Matoi. Eu falei no último post "olha parece q ela vai ser treinada!" mas nope. Ela realmente aprendeu ~on the go~, parece.

Falando em "parece"... Parece que vão explicar o que diabos aconteceu com a Shiori. Enquanto o anime se encaminha pro seu final, eu fico triste com a chance dele acabar ficando em aberto. Tendo +3 episódios e sem uma obra original para buscar refúgio depois de virar órfão, ficarei bem decepcionado com o outcome.
Provavelmente.
Responder
 #9
pra acabar, último gás:

Virador de histórias 10

eita poha plot twist
Achei essa história de buraco aparecendo no céu e acabar com as dimensões e nights manipulando uns aos outros muito... Repentino.
Não tinhamos sido nem hintados quanto a isso em nenhum dos episódios anteriores.

E pior, isso tudo já aconteceu antes, e apenas 10 anos atrás?
Tudo bem, essa parte eu até aceito que tenha sido 'escondida', pois estava intimamente ligado com o sumiço da Shiori, e isso sempre foi guardado da Matoi por motivos óbvios.

E esse episódio foi, de novo, excelente. A cena da azul ficando brava pra caralho com todo mundo foi foda.
E o Shingo no final... wtf plot twist




Matoi a sentidora sagrada 11

eu apenas sinto

puta que pariu, esse episódio foi sensacional.

Já começou extremamente forte. A cena do Shingou confrontando o Poochi possuído foi muito boa. Teve uma representação visual foda pra caralho, com ele de fundo ao sol, pqp.

e gostei demais de como esse episódio conseguiu "embalar" o sentimento de todos os personagens ao mesmo tempo. Todo mundo se mostrou extremamente HUMANO. Tem aquela história de Nietzsche de "Quem luta com monstros deve velar por que, ao fazê-lo, não se transforme também em monstro." e tudo mais. E até mesmo os dois lados que pareciam menos 'humanos' do triângulo (o vaticano e a agência secreta) se mostraram suficientemente humanos.
Esse foi um development foda.

E eu tava torcendo pra que ali no final a Matoi conseguisse mandar um "até mais tarde, Pai", mas... é, ela mesma disse que não conseguiu ainda.
Só que tenho ctz q vai sair um no final.




Soushin Shoujo Matoi 13

ACABOU
sensacional

eu passei 3 meses inteiros falando: "Esse anime é ótimo, eles conseguem fazer tudo muito bem e todos os elementos de raiz tão sendo executados maravilhosamente. É só não ter essa putaria desnecessária que a série fica bacanuda"
e esse final provou justamente isso: foram 3 episódios sem putaria e o bang ficou foda

adorei esse final. O anime como um todo me decepcionou levemente, mas foi mto proveitoso

7/10

ah, tem +1 episódio mas n faço ideia de oq seja, amanhã vejo
Responder

Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes