Fate/Extra Last Encore


Tópico em 'Temporada em Andamento' criado por martec em 28/03/2016, 00:34.
Páginas (2): 1 2 Próximo »
Avaliação do Tópico:
  • 0 Votos - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
0 votos
15 respostas neste tópico
 #1
[Imagem: SzMxfIR.jpg]

Título: Fate/Extra Last Encore
Título alternativo: Sinônimo: - | Japonês: - | Abreviatura: -
Formato: Série de TV
Gênero: Ação, Fantasia, Magia (segundo MAL)
Obra original: Game para PSP
Público alvo da obra original: Male
Editora (Label): Type-Moon
Escrito por: -
Site oficial: http://fate-extra-lastencore.com/
Estúdio: Shaft (Puella Magi Madoka Magica, Bakemonogatari, Ef: A Tale of Memories)
Diretor: -
Supervisor do script: Kinoko Nasu
Character Design: -
Data de estréia: 2017
Maiores informações: [MyAnimeList | AnimeNewsNetwork | AniDB]

Sinopse MAL:  Waking up in a strange virtual world with no recollection of the past, Hakuno finds himself forced to fight for survival in a war he does not understand for a prize beyond value; the opportunity to have one's wish granted. With only an enigmatic "Servant" by his side, Hakuno Kishinami will have to face both friends and foes in battles to the death in order to not only gain possession of a mysterious object known as the "Holy Grail," but also to find the answer to the most important question of all: "Who am I?"

(Source: Type-Moon Wikia)
Responder
 #2
"Hakuno finds himself forced to fight for survival in a war"

Dropei
Responder
 #3
Eu sei que vai ser uma bosta. Mas estou tentado a ver só por causa de UMUs.Apenas isso me motiva -q
Responder
 #4
É lógico que teríamos um protagonista do sexo masculino, 90% dos animes com temática de luta são assim, mas Umu também estará lá, assim como outros "Servos com Gênero Modificado".

No matter what, I gonna like it.
Responder
 #5
Gente calma ai. Eu também acho que vai ser protagonista homem mas esse texto ai não tem nenhuma relação.

Como o martec botou ali essa sinopse é retirada da Type Moon wiki da descrição DO JOGO. Essa descrição ai é a descrição do jogo de Fate/Extra onde tu pode escolher ser menino ou menina.

Segundo que japonês até tem mas não costuma usar palavras diferentes pra "ele" e "ela" então isso ai sendo uma tradução livre da sinopse do jogo quando passaram pra inglês que só tem essas duas opções ficou assim.

Mas repito, isso é a sinopse do jogo. Não criem teorias a partir dai.

A verdade é que não fomos dados ainda nenhuma informação mais profunda sobre esse anime. Não sabemos se vai ser uma adaptação de Fate/Extra igual, se será uma rota original, se juntará com CCC ou até mesmo se fará um link com Extella. Eu particularmente acredito que será uma rota original para a historia do primeiro mas na verdade como eu disse não temos como saber. O site oficial não tem nenhuma informação ainda além de uma imagem e um título, logo, nada é certo, é tudo especulação.

Como eu já tinha comentado com o @migliole, humano o qual não gostou muito da ideia da existência desse anime, é o momento correto para termos ele visto que a popularidade da Nero está aumentada e temos mais um jogo da série vindo. As pessoas estão condicionadas a consumir coisas de Extra e esse é o plano deles pra ganhar graninha.

Sobre ser shaft eu particularmente fico tão feliz quanto o @Thelight52 visto que quando eles animaram a OP de CCC foi lindo e eu sempre fiquei querendo ver como seria uma série completa de Fate na mão deles. Mas também não defenderei a shaft com unhas e dentes, apenas acredito que se les não cagarem ficará um anime muito interessante de se ver. Não defendo pois ainda tenho trauma dos 3DCG em Mekakucity Actors. Mas admito estar bem mais inclinado a gostar muito. Chorem o quanto quiserem mas animação da shaft pode ser até questão de gosto mas os roteiristas que costumam trabalhar pra shaft humilham.

Agora @Felps gostaria de entender o pq vc acha que será uma bosta. Na verdade queria entender mesmo o motivo pelo qual vc fala como se ser ruim seria senso comum. Não tenho visto essa resposta das pessoas daqui salvo pelo migliole. Os motivo do migle ele explicou e eu entendi, inclusive se tu pudesse compartilhar eles aqui migliole seria bom. Se for pelo estúdio eu gostaria de acreditar que vale a pena fazer uma consideração do seguinte. Se o que as pessoas desgostam da shaft é essa iniciativa "inovadora" deles lembremos que Madoka é uma obra original pra anime e Mekaku City, por exemplo, não era uma obra com conteúdo bem definido tendo muitas coisas inventadas pelos caras. No caso de monogatari pelo o que eu entendo as pessoas que não gostam é pq não gostam de ler em geral. Acontece que Fate/Extra não é uma obra original da shaft, eles não tem essa liberdade de fazer as inovações que vocês tanto desgostam. Fate é uma adaptação de algo que já existe e se vc for pegar outras adaptações da shaft eu duvido que vai conseguir ser hater o suficiente pra encontrar problemas que sejam do estúdio. Se eu me lembro bem tu curtiu Denpa Onna que é uma das obras que se encaixa nas adaptações da shaft, assim como Zetsubou sensei que acho que tu estava pra ver. O máximo que eles fizeram nessas obras foram as aberturas na qual os animadores usaram drogas. Mas fora abertura ao que se refere a conteúdo são ótimas adaptações. Bem, não posso afirmar pra Denpa Onna por não ter lido a obra original mas posso afirmar pra Zetsubou sensei o qual eu li o mangá.

Claro, tudo isso que escrevi vai por água se minha teoria de rota original for confirmada rs. Mas sendo uma adaptação não vejo da onde tirar essa ideia de que é senso comum ser ruim pelo estúdio. É mais viável tu ser como o @fsouzas que desgosta da historia de Extra por não entender ela visto que desconhece o Nasuverse e como ele funciona.

Btw em qualquer uma das situações podemos assumir que tods os servos de Extra irão aparecer mesmo que os de CCC não. E tem bastante gente bacana de se ver animado. Enquanto o @notAura ficaria riste por não ter a Bathory por não entrarem os de CCC creio que ele tenha esquecido de um detalhe.

Spoiler:  
Temos a fodendo Arcueid Berserker em Extra.

E isso serve não apenas para satisfazer as vontades do auro mas nos traz mais perto da realidade do remake de Tsukihime. O design e a voz que a Arcuied usarem nesse anime muito provavelmente estarão na novel.
Responder
 #6
Temos a Shiki Monstro e a Aoko em Extra também,não? Vai ser d+++

Mas aí, eu acho que é muito cedo para hatear felps. Sai um pouco do teu personagem hater da Shaft um pouco,cara.

Para mim,o que vai definir se esse anime vai ser bom é apenas o número de episódios. Eu acredito que colocarão uma boa staff para o anime, é a chance do estúdio deslanchar outra franquia, que já tem uma publico consolidado.
E além do mais, teremos o próprio Nasu supervisionando os trabalhos, então se forem mudar alguma coisa, terá que ter o aval dele.
É a mesma situação com Rewrite, se tiver pelo menos três cours, como DRRR teve recentemente, acho que vai dar um bom anime (O estúdio aqui não influencia muito, pois temos a Key e a Aniplex envolvidas).

Voltando para Extra, eu particularmente gostaria que fosse uma adaptação 1:1 de alguma rota do jogo ,mas não vou poder reclamar caso seja algo filler, pois só conheço a premissa da história. Para isso eu deixo os mais viciados, como o Esteves ou o migre.
O estúdio tem como um ponto forte adaptações bem feitas, na medida do possível. Eles não adaptaram Monogatari da forma mais perfeita do mundo, tem algumas subtas diferenças de caracterizacao e alguns cortes de conteúdo por culpa do prazo e da quantidade de episódios, mas ainda assim são acima da média. E eles já tiveram experiencia em adaptações com VNs, vide a série Ef. que muito elogiam.
Acredito que para um material cheio de diálogos e um estilo de arte bem alternativo,eles são a escolha perfeita. Eu ainda espero que eles tragam um estilo novo,exclusivo para o anime, como fizeram com Monogatari, e eles sabem fazer isso muito bem.

Terminando, como eu já disse, eu não sei a história, então estou esperando apenas algumas caracteristicas que já conheço da serie, e de resto esperarei para ser surpreendido. Meu hype está limitado a isso haha.
EDIT: Outra coisa que estou esperando: A Hakunon. Não me decepcionem.
Responder
 #7
Eu pelo menos encaro anime como obra original, como um veículo único que se inspira, ou não (em diferentes graus), num trabalho preexistente.

O fato de modificarem, de fazerem uma releitura, não influi em absolutamente nada para mim. Mas eu sei que muitas pessoas odeiam modificações, e por conhecerem a outra versão (mais antiga) do material usado pro anime, julga que a obra adaptada seja inferior e ponto.

Enfim, o importante é ser feliz com a sua perspectiva.
Responder
 #8
Po @Esteves
Não sou tão ignorante assim

A primeira coisa que tu vê depois de ler a sinopse é aquele "Source: Type-Moon Wikia"
Considerando que o único material pra estar na wikia é o jogo, e eu sei que tu pode escolher o sexo do protagonista, eu tinha certeza que isso é sobre o jogo e não seria regra pro anime (mas provavelmente vai ser homem mesmo)

Eu só não podia deixar de fazer a piada, né?  HAHA!

Não estou no hype por isso (só por HF), mas todo Fate é bem vindo. Se for bem feito, melhor ainda. Como você disse, a OP de CCC é linda. Então tenho esperança que a Shaft vai conseguir entregar algo de qualidade.

Mas no primeiro headtilt, eu dropo o anime -n

Negócio agora é só esperar  Desu
Responder
 #9
Eu queria aguardar o primeiro de abril primeiro antes de fazer posts específicos, mas acho que posso expor algumas poucas ideias.

Antes gostaria de dizer que estou interessado em saber os fundamentos da opinião do Felps. Apesar de ser a cara dele desgostar da Shaft, quero crer que ele tenha motivos mais nobres que esse para achar que vai ser um esterco em linguajar popular.

Mas enfim, voltando para o meu discurso. Vou dar foco a esse anime já que estamos no tópico do mesmo. Não sei o quão claro isso esteve, mas eu estou muito cético quanto as iniciativas recentes da Type Moon. Não vou discutir se são iniciativas diretas ou indiretas. Pra início de conversa, ser da Shaft não faz diferença nenhuma pra mim. O foco não está no estúdio, ou pessoas envolvidas ou seja lá o que for. O foco está no movimento estratégico de se fazer um anime que é visivelmente uma estratégia promocional visto a espécie que Fate é enquanto obra de um Doujin Circle.

Eu não sei descrever bem o que eu realmente estou sentindo, mas ao olhar que foi anunciado um anime baseado em Fate/Extra eu senti tudo menos empolgação com a ideia. Em suma, eu estou tendo um presságio de que o anime não vai ser bom. Basicamente é uma sensação de que vai dar merda, vai .

Bem, essa explicação por isso mesmo é só um achismo de um cara que talvez seja paranoico. Mas tentarei descrever o que talvez produza essa sensação. O que eu vou escrever talvez esteja um pouco além do que eu contei para você, Esteves, se não me falha a memória (apesar dela falhar muito).

Veja, não é pela ideia ser intrinsecamente ruim, mas sim que o caminho que gerou essa ideia de adaptação parece ter vindo de uma estratégia industrial a qual não segue o padrão das outras adaptações. Eu não gostei de varias coisas da Type Moon, Extra incluso, por se tratar de uma obra com uma metodologia que serve pra vender um pouquinho, como alguns animes banais que foram esquecidos até pelos seus maiores fãs. O Nasuverse me fascina não só por possuir uma construção de enredo empolgante e complexidades do universo, mas também pela consistência de como as coisas eram apresentadas e sustentadas ao longo do tempo. Apesar de algumas obras serem originadas por colaboradores, eu notava que o espírito doujin prevalecia. E a isso eu comparo a Type Moon com o Team Shangai Alice. Apesar de Touhou funcionar diferente do Nasuverse, é notório como ambos os universos tem expandido consistentemente com qualidade.

Agora, quando eu vejo um jogo como o Extella sendo arquitetado, as circunstâncias em torno do que o Grand Order significa enquanto mobage e depois disso um anime, que até onde pude notar, é baseado numa personagem que tem ganhado mais e mais fama POR CAUSA desse dito mobage, isso me preocupa para onde as coisas talvez estejam andando. Isto é, o anime não parece estar sendo meramente uma adaptação de uma das obras da Type Moon enquanto releitura da obra, mas sim uma estratégia industrial para arcar mais fundos, e priorizar isso pode desvincular o que tem sido feito com o patrimônio artístico da Type Moon.

E quanto a como a adaptação de Extra poderia ser, algumas considerações. Elas envolvem spoilers entao botarei na caixinha.

Spoiler:  
1.Extra NÃO possui rotas. Você pode até afirmar que escolher a Rani e a Rin seja uma forma de rota, mas quem jogou percebe que isso não faz diferença nenhuma. Escolher o servo também não muda nada, apenas o que vai ser falado no My Room. Eu diria que a história é até simples demais e poderia ser feita em 12 episódios facilmente.
2.O anime ter como ícone a Nero e ter o título LAST ENCORE me parece que seria uma análise da prória Nero enquanto personagem e quem sabe seria algo completamente diferente, talvez fizessem um slice of life bonitinho com algumas referências a história do jogo. Isso seria horrível na minha opnião, diga-se de passagem.
3.Eu DUVIDO que a Arcueid e/ou Shiki apareçam. Mas acho que nada impede também.
4.Algumas pessoas dizem que a Caster faz mais sucesso. Ela pra mim sempre foi uma personagem menor, mesmo no meio público. Não sei de onde as pessoas tiram essa grande importância.

Adendo: Talvez, o que eu esteja sentindo seja o fato de que os recentes anuncios estejam envolvidos a projetos "terceirizados" ao inves de ser algo com a orientação do Cogumelo. Isso vem de uma suspeita de que talvez muita coisa no Grand Order nao tenha o dedo do Nasu, e o Extella + anime seriam uma ramificação dessa descentralização que, ao invés de serem tratadas como algo separado, estariam tendo o mesmo valor de título que as obras principais, sujando o patrimônio como um todo.
Responder
 #10
bem, aparecendo só para deixar meu comentário irrelevante sobre toda essa historia:

rhum rhum... foda-se.

eu me conheço bem demais e sei que vou ver cedo ou tarde de qualquer jeito(afinal, eu ainda vejo o spinoff da illya mesmo achando bem meh), se vou gostar ou não só o tempo dirá.
esse lance de estudio X, staff Y não me incomoda e nem nunca me incomodou, já devo ter dito antes mas nunca vi ou deixei de ver algo pq estudio x fez ou pessoa y dublou algum charr, só o q eu olho é o "tipo" do anime e a sinopse e pronto, se ao longo do anime eu realmente não gostar de nada, eu dropo e sigo minha vida. as obras da TM não são exceção. quanto aos carinhas do "ta diferente do original então ta uma merda", apenas ignoro. felizmente tenho a mente aberta e sou grandinho o bastante pra ver algo e formar minha própria opinião. não sou contra mudanças desde que essas venham pra somar.

quanto ao "Hype", bem, acho q a unica coisa de fate que me deixaria realmente com um hype nas alturas seria uma adaptação ao nivel ubw(2014) da 1° rota da novel ou do apocrypha, a essa altura, nem HF me desperta mais tanto interesse assim, e eu concordo com o migli a respeito do "uso do anime como propaganda" e estou meio com o pé atras por conta disso tbm... mas eu vou ver do mesmo jeito, vai que eles me surpreendem neh Icon_rolleyes

no mais, aguardarei esse como aguardo qualquer outro anime, mas por ter a nero como heroina, provavelmente não vou demorar um ano inteiro pra assistir rsrs.


PS.: só algumas consideraçõezinhas:
1: Fate/extra é realmente pequeno, mas se eu entendí direito(o q provavelmente eu não entendí) o CCC é sequencia direta dele não?! poderiam fazer como fizeram com ubw e zero, dar uma pausa e talz, seilá, posso ta falando merda tbm.
2: como foi dito, escolher male ou female no jogo não influencia poha nenhuma POREM, fate/extra tem 2 mangás, em ambos o MC é homem(até pq os servos são a nero e a tamamo). conhecendo a TM, pra ser um MC female o heroi seria ou archer ou gilga. em ambos os casos, daria merda pra empresa a nivel comercial(com o gil provavelmente daria menos masenfim). bem, é so o q eu acho.
3: Tamamo tem mais fans que a nero?! pera, dexa ver aqui o que tem que fazer pra entrar nessa rota(bad joke).
4: O inicio do manga do extra é bem mais fluido que o jogo(e bem mais engraçado tbm) e a "rodada de eliminação" bem mais "fate" devo dizer. acho q seria uma boa adaptarem daquele jeito(ou parecido) se eles realmente tiverem intenção de fazer do inicio. nota pessoal: a cena de invocação da nero no mangá é 10/10 ='D
Responder
 #11
Relendo agora o que postei vi que esqueci de dar uma justificativa da minha teoria de rota original e acabei sendo ninjado por outras pessoas mas ligarei os pontos agora.

Como comentado ali em Fate/Extra você escolhe seu servo no inicio do jogo, apesar da historia não mudar o simples fato do mestre só poder ter um servo já é uma questão. Sabemos que Extra lançou duas servas muito populares originais da obra sendo a Nero e a Tamamo. E pelo site já fica claro que o servo da Hakuno será a Nero. Entretanto seria bem triste pra legião de fãs da Tamamo ter um anime de Extra e eles não poderem ver a rapozinha animada pelo menos uma vez. E ai que eu entro com minha teoria conspiratória de rota original aonde eles vão dar um jeito qualquer pra fazer a Tamamo aparecer. Mas claro isso é provavelmente apenas a minha vontade de ver a Tamamo animada sobrepujando a razão.

Agora preciso responder diretamente a um dos seus comentários @migliole . O @Thelight52 lembrou das considerações a alguns personagens então vamos lá.

Spoiler:  
Eu concordo com você, migle, que não va ter Shiki visto que no jogo ela é apenas um easter egg escondido e totalmente não relacionado a historia do jogo.

DAGA

O mesmo não pode ser dito pra Touko, pra Aoko e pra Arcueid.

Como sua descrença foi apenas da não presença da Arcueid irei atuar em cima dela. Sendo uma adaptação da historia original não tem como não ter a Arcueid.

Durante Fate/Extra você enfrenta sete mestres e sete servos
Spoiler:  
Oito com o Saver e desconsiderando extras como o Monster


E a Arcueid é um deles representando a classe Berserker. Tirar a Arcueid por qualquer motivo é tão equivalente quanto tirar qualquer um dos outros servos como o Robin Hood por exemplo.

Mais que isso. A Arcueid é o único servo de Extra que faz o link pro "mundo exterior" e hinta o plot de CCC quanto a mooncell e o mooncancer visto que ela literalmente abre um portal pra sair da Lua. Em Extra a Arcueid é o servo que contextualiza a historia num plano maior. Enquanto a historia dentro da mooncell se explica nela mesma, se deixarmos por isso teremos pessoas dessituadas como o @fsouzas que não entenderão que Extra acontece no mesmo espaço que os demais Fates porém num local muito peculiar que é a cabeça de um dos Types. Esse povo deve achar que Extra se passa num computador ou algo não relacionado a figura maior e não compreende os motivos que levarão a criação a mooncell pra inicio de conversa logo é claro que pra essas pessoas será uma historia sem nexo.

Nesse quesito, como eu disse, a Arcueid passa a ser o servo mais relevante depois do servo do protagonista e depois da Hijirin gender bender.

Mas vamos lá, migliole. Me explique os motivo que inicialmente lhe fizeram acreditar que a Arcueid não estaria na adaptação do anime.

Certo, agora façamos algumas outras considerações. Diferente das demais guerras do cálice, a guerra de Extra é combatida por bem mais que 7 mestres. Enquanto o protagonista tem esse número de adversários pra enfrentar ao mesmo tempo os adversários dos adversários também tem outros 5 inimigos cada. Enquanto pode se penar que não, muitos desses mestres são bem e até melhor trabalhados que muitos dos mestres com design elaborado. Enquanto os dias passam em Extra você tem os NPCs que representam os demais mestres que ficam em locais fixos e a cada alteração na situação da historia seus comentários mudam e se adaptam. Assim como a derrota deles na guerra tem como consequência sua ausência. Mas calma, não estou dizendo que o anime vai dar foco em desenvolver personagens sem nome, não é esse meu ponto.

Meu ponto é que cada um desses mestres tem um servo e que o jogo não define quais são abrindo ai espaço pro assunto que iniciou este post. A presença da Tamamo. Com uma infinidade de servos participando da guerra não só eles podem suprir a indispensável necessidade da presença da Tamamo como podem ir além de fazer fan service colocando a Atilla pra aparecer em algum momento, por exemplo.

Enquanto vemos o jogo do ponto de visto da Hakunon até aliados próximos como a Rin e a Rani comentam suas batalhas e demonstram preocupação quanto a guerra. A jogada ai seria mostrar em alguns pontos rapidamente batalhas enfrentadas pelos aliados que levaram a depressão que eles apresentam e assim ter a oportunidade de alocar mais servos.

Claro, isso faz parte do que o migliole estava criticando. Essa alocação de servo não é um fan service  só pra agradar e sim pra lucrar também. Mais pessoas ficarão inclinadas a consumir o anime com a presença da Atilla nem que seja num cameo de 2 segundos como é com o Lord El-Melloi II no Reallity Marble do Iskandar. Assim como fãs de Extra ficarão desmotivados a consumir com a ausência da Tamamo.

Quanto a posição do migliole quanto a valorização do lucro acima de tudo, eu entendo e concordo. É de fato um anuncio com fins de divulgação e interesse de ganhar dinheiro com o próprio anime visto a popularização de alguns personagens. Entretanto não posso afirmar ter a mesma reação que o migle. Apesar de concordar com tudo as consequências desses fatos não me afetam da mesma maneira. Eu não estou dando o mesmo valor para o conceito de doujin circle e por isso acabo não me importando tanto.

Spoiler: Spoiler de Hollow Ataraxia  
Vou me importar sim é com as consequências que esse pensamento pode vir a ter na série original no futuro. Por enquanto essa vontade de agradar as massas tem sido aplicada em spin offs como Fate/Ilha e não refletiu em UBW ou Zero até onde eu pude ver.

Entretanto ainda tem espaço para influir na Visual Novel sub sequente que sairá depois do remake de Tsukihime da última guerra do cálice de Fuyuki com o Gilga Avenger.

Um dos exemplos que eu dou e que teremos uma confirmação quando sair o tal Remake de tsukihime é quanto a conteúdo sexual. Otacos tipo o Jaden desgostam de ver sua waifu em situações deste tipo como ele já comentou quanto a Saber. Além de que uma obra sem esse conteúdo atinge um público maior. Então eu acredito que caso o remake de Tsukihime venha a ter algo assim at all será cortado e reduzido.  
Responder
 #12
Respondendo o Esteves quanto a seu questionamento.
Spoiler:  
Escolher Rin ou Rani não faz diferença para a história como um todo, mas muda quem vai ser berserker ou lancer. Arcueid so aparece na rota da Rani. Isso em si não prova nada, obviamente.

Então qual o motivo de eu duvidar?

Se você juntar o fato de que talvez esse anime pode não ter o foco em retratar os eventos de Fate/Extra estritamente e o fato de que teve uma sequencia de fatos que não precisou mostrar a Arcueid me leva a crer que eles não precisam colocar ela lá. E por que não botariam? Por que é mais barato.

E digo mais, eu acho dispensável também a presença das irmãs Aozaki. Elas estão primordialmente para servir um recurso do jogo, elas não influenciam em nada na história. Isso também vale para todo o resto como Taiga, Kirei e Issei, apesar que se manterem o ambiente que se trata da escola de Fuyuki emulada, isso provavelmente não vai ocorrer.

Gostaria de deixar claro que como eu estou pouco animado com a idéia do anime, assim como foi explicado por mim, é normal que eu tenha baixas expectativas. Eu posso estar super errado e na verdade eles pretendem fazer um anime com todos os elementos legais, com todos os detalhes importantes, fazendo novas temporadas que adaptem o CCC e o escambau.

Mas eu sinto que será uma adaptação superficial. E se bobiar daquelas com 5 minutos cada episódio.
Responder
 #13
@Esteves, não é que eu não entendo a história, eu entendi ela. É eu acho ela fraquíssima comparado com as coisas que o Nasu já escreveu, foi meio que um let down.

O final destruiu o que poderia ser uma história razoável transformando ela numa merda, porque ele deixa o final muito aberto, acho que nem se pode considerar um final e sim um jogo inacabado, talvez quando eu jogar o CCC traduzido minha opinião mude.

Voltado sobre o animu: sendo uma história nova(não sei direito, sinceramente não procurei tanto para saber, e nem li muito o tópico por estar escrevendo as pressas, me corrijam) acho que da fazer algo bom, mas a minha expectativa tá baixíssima, não por causa do estúdio infelizmente.

Acho que eu já falei a minha teoria, de que, quanto mais o nasu escreve sobre fate, mais ruim esse universo tá ficando. E não é pensamento de hater não, eu gosto das histórias do nasu, não são FODAAAAAASSSSSS, mas são boas, com destaque a Kara no Kyoukai. Espero que eu esteja errado sobre isso.

Deixando claro que não sou fã maluco do nasuverso, para saber de TUDO, só sei das coisas que eu joguei/assisti. Não li nada na wiki, só poucas coisas.
Responder
 #14
Bom apenas respondendo porque n quero ignorar vocês. Afinal, não tenho obrigação nenhuma de dar respostas. Não fiz nada, apenas expus a minha opinião.

Talvez esteja sendo hater (com certeza estou, ah se estou). Sim, primeiro motivo: Shaft. Shaft estraga metade do que ela bota a mão. Não por falta de verba (como a Deen. Embora Mekaku foi lixoso pra kct) e sim por causa de sua "individualidade" que só os fags dela gostam.

Segundo: a história. Eu não acompanhei muito a história de Fate/Extra, joguei até a segunda semana. Gostei do gameplay, achei diferente. Mas a história, convenhamos, existe apenas para ter uma explicação do que está acontecendo. Não tem como comparar a história de um spinoff com a história principal. Ponto. A não ser que haja um fodendo plottwist depois, mas mesmo assim, acho o enredo fraco. ponto²

Novamente, sou livre para desgostar do que eu quiser, até de coisas que eu n conheço. N existe lei ou regra que me obrigue a agir da forma que querem.

Um exemplo: Todos aqui do fórum ao menos conhecem Rewrite. Quando anunciou o anime ficaram tudo eufórico soltando fogos. Só foi anunciar que teria poucos episódios, seria estúdio tal e tal diretor já mudaram de posição dizendo que o anime não iria prestar (mesma coisa de eu não gostar da shaft)

Então, por favor. Menos mimimi. Eu verei e se realmente for bom ou ao menos interessante eu faço uma retratação. Mas no momento, continuarei com minha visão preconceituosa.
Responder
 #15
(01/04/2016, 22:25)Felps Escreveu: Um exemplo: Todos aqui do fórum ao menos conhecem Rewrite. Quando anunciou o anime ficaram tudo eufórico soltando fogos. Só foi anunciar que teria poucos episódios, seria estúdio tal e tal diretor já mudaram de posição dizendo que o anime não iria prestar (mesma coisa de eu não gostar da shaft)

Eu não sei qual fórum aconteceu isso,desde o começo sabíamos que seria 8-bit e que as chances de ser uma merda era real ( O anúncio da Staff hoje quase já confirmou isso) , ninguém ficou "eufórico soltando fogos"
E claro,vamos comparar 8-bit com Shaft, becoz muh haterismos,são estúdios com a mesma qualidade nas adaptações,né?
Responder
Páginas (2): 1 2 Próximo »

Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes