Reading - Mangás


Páginas (12): « Anterior 1 2 3 4 5 6 ... 12 Próximo »
Avaliação do Tópico:
  • 0 Votos - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
0 votos
176 respostas neste tópico
 #46
Re-li o clímax dos dois arcos mais fodas que já li

O Arco do Shishio de Rurouni Kenshin (na vdd li o vol17 inteiro de novo) :3
e o Arco das E-Pandoras de Freezing que pqp aquele final =''''/

agora sim seguir firme no vol18 de Rurouni Kenshin e o vol15 de Freezing :'3
Responder
 #47
Freezing cap 105
e o hárem aumentou :3
Spoiler:  
eu gosto bastante da Ouka, principalmente por ela se contradizer toda hora xD
mas o papo de noivado é um pouco chato, porem, mais a frente fica bem interessante :3



Rurouni Kenshin cap 159
Eu lembro do Enishi, mas não lembro nada dos outros 6 '-'
ou minha memória está fraca ou realmente mudaram completamente esse Arco no anime

no mais, está muito legal, principalmente Sano x Inui, luta da porrada msm é mt loko...
além do fundo dessa história ser ligada diretamente com o passado da cicatriz (agora é ver se é nesse Arco que passa a história que tem do OVA do Kenshin com a Tomoe) :3



Pokemon Black & White cap 8
cara.. White s2 s2 s2 s2
agora sério, essa Bianca não consegue ser mais irritante não, pqp, sempre tem que ter uma retardada dessas numa história...
De longe a Equipe Plasma (?) é minha preferida, na verdade, sobre interesses primários, é a que menos gostei... mas well, sempre tem uma treta grande relacionado nas Equipes, então esperar para ver...........

ah não gostei dessa geração de pokemons (que não lembro qual era)
Responder
 #48
Rurouni Kenshin - caps 160 - 170
Ual, simplesmente, ual, está sensacional esse arco
Não tem jeito, mesmo que o Arco do Shishio tenham adaptado bem no anime, como não adaptaram esse Arco decentemente? isso foi triste, vendo o quão bom é esse Arco...

Diferentemente do Arco do Shishio que tem todo lado político e overpower de lutas
Esse Arco do Enishi foca muito mais o psicológico do Kenshin, chegando a ficar em um estado quase louco com todo o passado dele simplesmente vindo a tona...
o mais interessante é que mesmo que toda a luta contra o Xogunato, a luta para uma nova era (Meiji) trazendo muito mais paz que antes (irônico que logo um tempo depois venha a Primeira Guerra Mundial)... e mesmo tudo isso, todas as mortes e consequências daquela guerra, mostrando que não importa o lado que vence, sempre haverá tristeza, morte, dor e ressentimento...

Outra coisa interessante é que é nesse Arco que conta todo o passado do Kenshin com a Tomoe (e pqp, devia ter uma capa só do Kenshin com a Tomoe, msm tendo ela no cap do vol 19)
É umas das partes preferidas de Rurouni Kenshin, e vendo mais detalhes dessa história, consegue ficar melhor do que já achava :'3


Freezing - caps 106 - 112
Só mostrou quão foda é o Avô do Kazuya
e poar Charles...
Spoiler:  
achei bem desnecessário todo esse drama das amigas da Elizabeth com a Charles... pqp, sério isso, o mais legal é QUEM FUCK MANDA NESSA POAR DE ESCOLA?
velho, deixar um bando de gurias arrancar cabelo (e braço) uma das outras e fazem porcaria nenhuma? kd os professores, kd alguém?

isso é a única falha que vejo na história, mostra que é uma escola militar, mas isso de 2ª ano manda no 1ª ano, deixar crianças mandando nas outras... (tirando a Chiffon, a Chiffon era foda)
kd a disciplina das 'alunas' não importa q série esteja? isso tá mais para uma escola de guerrilha onde o fraco não tem vez do q escola militar...

então esses últimos caps focando nessa rixa, foi chato, devem voltar logo no foco no 13º pelotão com as Valkiryes
Responder
 #49
Naruto - caps 686 - 700 (Fim, 'finalmente')
Foi bem ruim esse final, mas isso não é novidade alguma... mas digo msm assim...
teve alguns arcos que gostei bastante (evidentemente o Arco do Pain) mas claro, terminou de forma bem meh e tediosa...
e ver o último ep com td mundo velho, well, foi legal...
Nota 5/10 - slá, vai isso msm
Responder
 #50
Eu não costumo postar aqui por um motivo simples. Quando eu leio mangá ou eu to na rua, no ônibus, esperando alguma coisa, ou quando eu to deitado pra dormir. O que acaba tornando difícil de comentar já que quando to na rua não da pra postar e quando to deitado eu durmo logo depois. Sem contar que as prints ficam no celular e é um saco upar pro computador.

Mas enfim, hoje é um caso a parte. Out me convenceu a ler Kojikan, já tinha assistido o anime há muito tempo e diferente do que vocês plebs loli haters imaginam a media minha, do zet e dos outros é 5/10 pro anime. Acontece que assim como muitos outros mangos injustiçados como Freezing o anime é cheio dos fanservice e tal.

Eu já tinha uma ideia através do Gil de oque aconteceria no mangá mas ainda assim, como a recomendação veio to Out, eu tava esperando mais amorzinho do que dor, ódio e tristeza.

Vou pra uma analise geral. Primeiramente gostaria de destacar de como a profissão de professor é bem desenvolvida no mangá, tirando claro a parte totalmente anti ética do envolvimento amoroso entre estudante e professor. Depois eu diria que o ponto alto e o melhor do mangá como um todo é o desenvolvimento. Não o desenvolvimento da historia e sim dos personagens.

O Aoki no começo é um universitário recém formado, sem experiencia no ambiente de trabalho. Ao longo do mangá podemos acompanhar ele evoluindo não só como professor mas como ser humano, tirando claro a parte totalmente anti ética do envolvimento amoroso entre estudante e professor..

O mesmo serve claramente pras crianças que vão amadurecendo constantemente durante os 6 anos que a historia do mangá percorre. Entretanto de todos os personagens o que mais evoluiu sem dúvida alguma foi o Reiji.

Vou me concentrar em falar especificamente dele já que ele foi o responsável principal da minha indignação pela historia que acarretou em me tornar mais interessado por ela. A imagem que eu tinha do Reiji pelo anime era de como dizemos vulgarmente "best girl" ele fazia a figura paterna, o cara responsável em que todos podem contar e que acima de tudo se opunha ao professor que estava abusando da filha dele. Entretanto o mangá veio me surpreender com a verdadeira personalidade por traz da mascara.

Pra discutir sobre a personalidade do Reiji primeiramente tenho que esclarecer a minha maneira de ver a historia se não começarei a parecer hipócrita. Eu vejo a ficção como ficção em um primeiro momento sempre. A não ser que previamente tenham me avisado que o filme ou o que seja tenha sido baseado numa historia real. Mas é diferente quando o autor da obra usa a ficção como forma de reprodução da realidade. Pela premissa eu acreditava que Kojikan seria o tipo de historia de escapismo da realidade e não de reprodução. Gosto de lolis, desenhos. Tenho repudio total por qualquer pratica do gênero IRL. A partir do momento que o mangá começou a deixar o rumo do escapismo e começou a tratar de assuntos sérios minha visão sobre ele mudou.

Diria que a cena que mais me marcou (no pun intended) é quando a Kokonoe chega na escola e o professor percebe as marcas no pescoço dela. Quando ele vai olhar ele percebe que são marcas de chupão do Reiji e descobre que ela tem sido abusada em casa. Esse momento do mangá foi um choque pra mim, não só destruiu a imagem que eu tinha do Reiji de ele ser uma boa pessoa como também me fez ver o mango com outros olhos. Eu diria que a partir dai começa uma alusão àquela ideia antiga do "pedófilo bom" e do "pedófilo mau" onde por mais que a maioria das pessoas condenem ambos, todos concordam que o "pedófilo mau" é pior. No caso o Reiji seria o mau e o Professor o bom.

Mas ainda assim, graças a intervenção externa o Reiji consegue mudar e melhorar e é isso que eu ponho como ponto forte do mangá. O amadurecimento dos personagens durante os 6 anos. Ele passou pelos seguintes passos pra mim:
Pai respeitável > filho da puta que merece que um corvo coma o figado dele vivo > filho da puta que merece que dois corvos comam o figado dele vivo > garoto imaturo que usa o abuso infantil que sofreu na infância pra justificar ações injustificáveis > bandido reintegrado a sociedade através de ajuda psicológica > gente boa > bad ass

Aquele arco da historia onde o Reiji ficava esperando a Kokonoe fazer 16 anos pra casar com ela e substituir a esposa morta dele foi a que mais me deu agonia. Fiquei uma noite sem dormir lendo até que chegasse em um momento da historia no qual a Kokonoe estivesse num ambiente familiar seguro.

Bem, tinha muito mais coisa pra falar mas estou sem tempo então vamos pular logo pro final. Olha, o final da historia não foi ruim. Da até pra dizer que foi bom. Mas como eu posso dizer... Não foi nada imprevisível. Eu estava esperando mais inclusive. Tem só fucking 3 páginas depois que eles começam a namorar sério. Foi um final muito corrido na minha opinião. O climax da historia aconteceu meio que do nada e acabou da mesma maneira que chegou. Tinha que ter pelo menos um capitulo de 20 páginas deles saindo junto num encontro e tal e terminando com os dois de mãos dadas num campo de flores slá. Acabar assim do nada deixa uma sensação de vazio muito grande, mais do que é comum quando se termina de ler uma historia. Enfim, até semana que vem esqueço minha indignação. Acima tudo foi uma boa experiencia.

Depois atualizo com as prints
Responder
 #51
(06/03/2015, 20:34)Esteves Escreveu: Eu vejo a ficção como ficção em um primeiro momento sempre. A não ser que previamente tenham me avisado que o filme ou o que seja tenha sido baseado numa historia real.

Penso exatamente igual em relação a isso...
Agora falando de Koji Kan, nunca vi o anime, e sinceramente, vendo por cima, nunca vou ver, como tu falou que é algo parecido com o que aconteceu com Freezing, chamou a atenção...

Não li os 3 últimos parágrafos para não pegar spoilers violentos... mas do que eu li, me interessou bastante (e nem daria pra imaginar ter uma história nesse naipe, desse estilo)
e como to querendo pegar msm mais mangás para ler, dar uma conferida nele...
Responder
 #52
Akame - caps 01 - 04
cada cap tem bastante pág, curti isso...
o anime adaptou muito bem esse começo, o que sinto o que já disse quando assisti... que quando lesse a parte em que está diferente a adaptação do original, provavelmente cairia um pouco minha visão sobre o anime, por mais que tenha gostado do final até...
Responder
 #53
Kodomo no Jikan : Houkago


Foi difícil achar esse volume extra traduzido mas consegui.

O mangá conta várias historinhas extras detalhando alguns capítulos mas o que realmente fez valer a pena ler é o capitulo final onde eles esclarecem da maneira mais confusa possível se o Reiji fica com a Usa ou não, como eu tinha perguntado pro @Outskirts

No mangá a parte do capitulo final que fala disso é extremamente vaga e parece que eles usam uma termologia confusa justamente pra não deixar claro. Na pratica nesse extra também acontece isso mas depois de 20 minutos analisando dois balões de fala cheguei a conclusão que o Reiji e a Usa ficam juntos sim. No caso o Reiji pede a Usa em namoro e ela até revela que vai ter um encontro com ele depois. GG

Como fã que acabei me tornando gostaria que tivesse uma continuação, o mangá deveria dar um skip pra quando a Kokonoe tiver uns 20 anos. Porém eu entendo muito bem os empecilhos disso, por mais que eu não tenha acompanhado o mangá durante o lançamento eu li muitas noticias desde 2011 sobre como a autora de Kojikan foi perseguida, ameaçada e como tentaram cancelar o mangá diversas vezes. É uma vitoria ela ter conseguido aguentar tudo isso e continuar defendendo o trabalho dela durante 8 fucking anos.

Poderia fazer meu o argumento de muitos outros fãs sobre como agora a Kokonoe está com 16 anos e no ensino médio como é o padrão de grande parte dos animes que envolvem personagens na escola e graças a isso ela não receberia as criticas que recebia. Mas ainda assim não creio que seja a intenção da autora, ficou claro, pelo menos pra mim, o debate que ela quis trazer com o mangá e este não se faz sentido fazer quando ambos os personagens tem idade legal para casar.

Por outro lado... Pode não ser continuação mas estou aceitando espiritualmente que seja. A autoria aceitou o desafio e já está lançando um mango que se passa no colegial. Os deuses me ouviram!

http://myanimelist.net/manga/72581/Joou-sama_no_Eshi
Responder
 #54
Koe no katachi

comecei a ler esse mangá e não consegui parar mais, no começo eu achei muito sem graça, devagar, um garoto q se acha foda em tudo, e talz
mas ae a história evolui quando a Shouko aparece e muda tudo, dava dó ver ela sendo humilhada pelo Shoya só por ser deficiente auditiva, que idiota!

mas isso tbm mostrou os dois lados da moeda, a forma como ele foi tratado depois que forçou ela a mudar de escola, ele se tornou a vitima do bullying, ter as pessoas q vc considerava "amigos" de repente fazendo vc se sentir um lixo não é legal, e os japas avacalham nesse quesito

demorou até de mais pra o coitado resolver se suicidar, e se não fosse a culpa q ele levava pra fazê-lo ir atras dela antes de morrer, ele teria feito uma merda e perderia tudo de ótimo e maravilhoso que acabou acontecendo...

gostei da forma como aborda de q não devemos fazer com os outros o que não queremos pra nós e que apesar de tudo está dando errado todos temos direito a uma segunda chance.

10/10
Responder
 #55
Sora no Otoshimono - FIM

É sempre triste o fim de um mangá que tu acompanha por anos só que SotaOto foi diferente. Não que eu não tenha gostado do final mas foi bem sem sal a última edição. A penultima vou cheia de emoção com os personagens se sacrificando pelo bem da humanidade e tão foi lindo. Mas o final foi totalmente previsível. E no final das contas o Tomoki não ficou com ninguém. Isso que talvez mais me incomode. Autor que não tem culhão pra escolher uma personagem pro MC e aceitar as criticas.

Ainda assim não perdeu a posição no meu kokoro como um dos meus mangos favoritos de todos os tempos. Aquela cena do Tomoki dando um soco no Rei Minos fez meu sangue correr mais forte. Eu comecei a cantar "TURN DOWN FOR WHAT" no meio do ônibus lendo aquilo.

Mas sei lá meio que não me conformo. Um mangá que foi tão bom durante seu lançamento terminar assim é meio deprimente. Eu lembro do primeiro dia em que li SoraOto. Era dia 8 de dezembro de 2011, na época eu dividia o quarto com minha mãe e por isso tinha que ir dormir cedo. Eu era super fag de chobits então quando ouvi falar em "angeloids" comprei o mangá só pra hatear. Nessa noite eu estava sem sono mas não tinha um único lugar da casa em que eu pudesse ficar que não perturbaria alguém então peguei o mangá e fui ler sentado no banheiro. Mesmo tendo predefinido na minha cabeça que não iria gostar da historia toda a temática que eles debatem sobre "desejos" que inclusive é retomada no último capitulo da série me deixou intrigado e graças a isso acabou que quem está na minha lista de mangos favs do MAL é SoraOto e não Chobits.

The Voynich Hotel - FIM

Esse é outro mango que teve um final que não faz juz a sua grandiosidade. Voynich é aquele tipo de mango menos conhecido que tu torce pra ficar famoso pro autor ter como alimentar a família dele.

O que mais chama atenção no mangá é o senso de humor. Eles brincam com cliches de uma maneira que é como se fosse uma revistinha de jogos mentais. Eles colocam situações nas quais você vai partir de um pré suposto padrão do que é comum na ficção e acaba sendo surpreendido com desenvolvimentos completamente inesperados. E claro tudo isso com um humor muuuuuuuuuuuuito bom. Voynich foi um dos poucos mangás que me fizeram gargalhar do inicio ao fim.

Infelizmente não foi um final muito emocionante mas pelo menos eles conseguiram dar uma conclusão pra historia de todos os personagens.

Joou-sama no Eshi - Cap 4

Esse é o mangá da autora de Kojikan que se passa no ensino médio. Não teve muita coisa até agora mas o mangá já se mostrou ser muito divertido. É impossível não comparar as heroínas com a Yozora e a Sena de haganai já que a premiça de ambas são as mesmas. As duas heroinas se mostram num contraste enquanto uma delas é uma loira peituda que todo mundo paga pau na escola e a outra é uma mina mais intelectual que não tem amigos e CLARO que elas gostam do protagonista. A diferença principal pra Haganai seria, estamos falando da autora de Kojikan. Logo no primeiro capitulo a pseudo-yozora tava se tocando na sala do clube. O que mais me preocupa é o scanlator que ta traduzindo. Os caras fazem comentarios tipo "Yooooo minna! Essa é nossa primeira tradução! Nunca ouvi falar nessa historia, espero qe não seja muito echhi D:". Sei lá mano da uma raiva que gente casual desse tipo saiba mais japonês que eu. Partiu estudar mais.

UQ Holder! cap 73

Eu evito falar de qualquer coisa negima related pq sempre acaba igual. Eu falando 50 minutos ou escrevendo textos de 10 paragrafps enquanto a outra pessoa fala "senta ali, Esteves" mas só queria deixar claro que UQ Holder é o melhor mangá em lançamento atualmente vlw flw
Responder
 #56
TWGOK 181

Spoiler:  
Chihiro, sua puta.
[Imagem: B9wMsh2.png]
Responder
 #57
Vou só quotar
Out Escreveu:QUE PORRA FOI ESSA MEU DEUS DO CÉU O QUE ESSE AUTOR TINHA NA CABEÇA?

Esse último arco tava tão tão bom, não consigo acreditar nisso. Nada nunca vai chegar perto do desperdício de final que foi isso, não sei o que é Oreimo, não sei o que é Tasogare Otome, não sei o que é Usagi Drop, é tudo fichinha perto dessa atrocidade. Jamais vou chamar qualquer outro final de ruim, vou reservar essa palavra especialmente pra falar desse final aqui. Puta que pariu não dá pra crer.

TWGOK pior final que já li na minha vida etc etc.
Responder
 #58
Spoiler:  
[Imagem: T5q3AQ0.png]

O cara sendo macho. Não pode c. HAHA!
Responder
 #59
Vou empurrando o post aqui com a barriga e quando vou ver tem meio mundo pra comentar. Vejamos...

Beelzebub - FIM

Nunca fui muito fã de shonens, principalmente em mangá então eu ter gostado tanto de Bellzebub foi uma surpresa. Há um bom tempo atrás quando o anime ainda estava sendo lançado eu me deparei com um mango na banca que na capa tinha uma sinopse no minimo engraçada. Comprei mais pelo hue pra poder postar fotos aqui mostrando a Panini sendo Panini com várias traduções de caráter duvidoso na obra. Dei uma procurada rápida no google pra ver se achava uma imagem da capa pra mandar mas só de longe e estou com preguiça de procurar então fiquem só com a que vou colocar no final do post.

Enfim, fui assistir o anime não muito depois e gostei apesar de não ser nenhuma masterpiece. O que tem de masterpiece no anime, e tenho certeza que o @Kim vai concordar comigo, é a OST. Existe uma tendencia no universo que faz os animes shonenzões terem as melhores músicas por algum motivo desconhecido pela humanidade.

Comentando da parte do mangá que não foi animada, até o final. O mango se mantém bem engraçado e com boas piadas. O famoso problema de começarem a aparecer personagens mais fortes que os anteriores que já eram os mais fortes do mundo acontece aqui também mas não é tão intenso. Daria destaque principalmente ao fato de que o mangá seguiu uma linha de desenvolvimento de personagens bem interessante e incomum pro gênero. Eles pegavam alguns capítulos pra focar em determinados personagens e dar um desenvolvimento melhor pra historia e a personalidade deles como um todo, com direito até a romance na maioria das partes.

Kanzaki deixou de ser um cara chato e virou um puta de um badass. Paku é best girl só aceitem hilda e kunieda fags. Futaba melhor loli. Himekawa estando sempre um passo a frente e facilmente se adaptando as loucuras dos demônios usando o dinheiro é impagável (Piada Intencional). Foi um PLOT TWIST muito loko quando falaram que o inimigo do Himekawa na verdade era a esposa dele, fiquei tipo "EH?! NANDATTE?!". E depois ele se aliando com os inimigos pra quebrar eles por dentro foi 10/10. Fica difícil pra mim escolher qual o melhor personagem masculino com o Kanzaki e o Himekawa sendo tão fodas assim. E o Furuichi hahahaha. O desenvolvimento dele foi o melhor de todos na minha opinião. O cara saiu de palerma inútil pra virar o novo substituto do Oga além de conquistar a simpatia dos Pilares de Behemoth e do próprio Behemoth inclusive.

No último arco do mangá eles entraram numa área previsível mas indispensável, os 7 Príncipes do Inferno. Eu sempre achei estranho Beelzebub estar como o líder na historia sendo que os outros Príncipes costumam receber mais atenção. Além de achar estranho não terem comentado sobre os outros príncipes durante a historia. Acredito que quem não tenha um nível no minimo casual de demonologia não consegue tirar 100% de proveito das referencias que eles fazem nesse último arco.

Agora sobre o final. Achei meio desnecessário o drama do Oga se separando do Beel mas tudo deixou de importar nessa página, maluco: http://puu.sh/hIaBc/4a8a9f694e.PNG
Só quem leu tudo consegue pegar os feels disso. MALUCO. Era mais fácil imaginar a série se tornando um Mahou Shoujo da vida do que o Oga chorar. A maneira como o personagem é desenvolvido deixa cravado na alma do leitor que isso é uma situação completamente inviável. Eu tive que parar de ler, ir beber uma água, se não quem ia chorar ia ser eu.

Spoiler: Prints Beelzebub  
Capa BR

[Imagem: 92412a02fa.jpg]

MELHOR LOLI

[Imagem: 5566e95686.PNG]

Cara, um dia quero fazer piadas que nem o Kanzaki

[Imagem: cf9b82d6aa.PNG]

JOJO EM TODO LUGAR

[Imagem: f16b34d403.PNG]

Kodomo no Jikan e Voynich Hotel

Já comentei tudo que tinha pra comentar sobre ambas as obras mas quando postei não tinha acesso as prints que tirei então aqui vão elas agora:

Spoiler: Kodomo no Jikan e Voynich Hotel  

Voynich Hotel

É só uma print mesmo mas que se encaixa naquele quesito "me convença a ler um mangá com uma imagem". Pelo menos na minha humilde opinião.

[Imagem: aed4e8b54e.PNG]

Kodomo no Jikan

Quando o Brasil aparece nos mangos é visto dessa maneira tsk -n -n

[Imagem: 06daf36cd8.PNG]

Eu comecei a ler o mango uma noite pro causa da recomendação do @Outskirts mas conforme a historia ia avançando menos eu conseguia parar de ler. Me dava nervoso ver a Kokonoe passando por tantos coisas ruins seguidas e perdendo a confiança nas únicas pessoas que tinha na vida. Esse quadro do mangá me marcou com o sentimento de "Agora, finalmente, posso dormir em paz".

[Imagem: b9769fc713.PNG]

EH?! NANDATTE?!

[Imagem: f336d340eb.PNG]

O Botão Papai é épico. Infelizmente não achei a print que tirei dele em beelzebub mas você sabe que quando ele é ativado é pq a poha vai ficar séria. Muito séria. (Usei até de avatar rs).

[Imagem: 582371f6b0.PNG]

Nessa hora começou dentro da minha cabeça o iniciozinho de "turn down for what"

[Imagem: 9d0bd27ac6.PNG]

Nessa hora eu gritei. Por dentro e por fora.

[Imagem: 2cbef2cb8c.PNG]

Jashin-chan Drop Kick - CAP 7

Desde 2012 que não sai um capítulo desta bosta. Eu lia na época pq Lamias são melhores garotas mas agora que saiu um cap novo depois de 3 anos e decidi reler tudo desde o começo percebo como isso é ruim. Vamos ignorar todos os fatores normalmente considerados como historia, personagens e arte já que é um 4koma e a intenção é ser engraçado. Entretanto as piadas são muuuuuuuuuuuuuitos ruins. Não esbocei nem o menor sinal de sorriso, na verdade até me incomodavam as piadas de tão fracas que são.

Esta poha apareceu no top 4 ou 5 num Top feito no AnimeNetwork como melhor mangá de monster girls. Acho que eles provavelmente procuraram "mangás que tem monster girls" no google e colocaram uma ordem aleatória pq claramente não entendem poha nenhuma sobre o tema. Começando que não da pra dizer que esse mangá tem temática de monster girl já que a Jashin é um demônio com formato de lamia e não tem outras garotas monstro como ela pelo mundo. É tipo dizer que One Piece tem temática de monster girl só pq tem sereias. Pra entrar numa classificação como gênero o autor precisa debater questões do dia a dia das monster girls mostrando aquilo que é diferente dos nossos costumes como humanos. Centaur no Namiya faz isso muito bem no caso.

Isso é algum tipo de tentativa de arrumar um anime? Desista, cês só vão ter prejuízo animando um lixo tão bosta ruim merda e bobo como esse.

Spoiler:  Jashin Print  
[Imagem: 06cf3a982b.PNG]

Minamoto-kun Monogatari - CAP 163

Um mangá que sei que muita gente daqui lê apesar de não comentar e que o @Zetsubou não admite que fui eu quem recomendou pra ele.

Já devo ter comentado o mangá alguma vez então vou só falar por cima. Esse se encaixa no gênero que o arrobaBest estava me pedindo por algum motivo outro dia. Uma historia em que o protagonista mantém uma relação intima com várias heroínas ao mesmo tempo com, de certa forma, um consenso entre elas.

Eu já quase recomendei pro @migliole mas com medo da opinião dele sobre a obra desisti no meio do caminho. No momento irei recomendar de novo. Dentre muitas coisas que ele se interessa como desconstrução do tema "amor", personagens oppai meganeko e relações que vão all the way, diria que o motivo da minha recomendação vem do fator literário.

Minamoto-kun Monogatari é uma reconstrução de Genji Monogatari nos tempos modernos. Caso não saiba, Genji Monogatari foi o PRIMEIRO ROMANCE LITERÁRIO DO MUNDO. Escrito em torno de 1617 no período Heian do Japão o romance criou um padrão que é seguido até hoje com livros lançados como continuação da historia e tal. Acredito que tu tenha um interesse nessa parte já que pode usar isso num trabalho de faculdade. É considerado um clássico da literatura japonesa e é essencial pra vestibulandos japoneses que vão cursar humanas. Tem até nota de iene com o Genji. Super recomendo dar uma lida na wiki: http://pt.wikipedia.org/wiki/Genji_Monogatari
A historia do livro de Genji conta a vida do Genji (duh) mas principalmente das relações que ele tem com mulheres. O Genji é tipo o maior pegador da historia, ele criou os princípios da vidalokagem. Ele come todo mundo e como todo mundo entenda todo mundo mesmo. Até a madrasta dele ele come.

A coisa mais engraçada de notar no livro são as personalidades das heroínas. Eu não sei dizer se a industria se inspirou propositalmente ou em 1617 o autor teve uma visão do futuro e criou tudo que temos hoje mas se tu for ver cada personagem tu vai notar que no livro tem TODOS os esteriótipos de vadiazinha de desenho chinês que usamos hoje. Tem tsundere, yandere, kuudere, deredere, loli, amiga de infância, mina loira que vem da Inglaterra pra levar um dos protagonistas embora. TODOS. Tem TODOS. Acho muito legal ver isso numa obra de 400 anos atrás.

Vale ressaltar que o livro não passa uma imagem muito boa pra algumas pessoas e muita gente que nunca leu acaba tendo preconceito por uma certa parte do livro. No caso o livro é famoso negativamente por causa dela. Essa parte é quando o Genji já pegou tanta mulher no mundo que ele descobre exatamente os gostos dele e cria uma imagem de mulher ideal. Ele adota uma criança de uns 3 anos de idade e cria ela para que ela seja essa mulher. Ele educa, cria e ensina a menina de maneira a ela se tornar uma mistura das coisas que ele mais gostava nas outras mulheres. Ai quando ela faz uns 16 anos ele come ela. A saga recebe muitas criticas negativas por causa disso mas não pode ser ajudado.

Falando especificamente do mangá agora. A historia gira em torno do Minamoto que depois de seu pai engravidar uma mulher ele tem que sair de casa por falta de espaço e vai morar com a Tia. Ele está na faculdade estudando literatura japonesa e convenientemente a Tia dele é professora e coordenadora de literatura japonesa nessa universidade. E btw tenho certeza que tu (migliole) vai gostar dela. Ela é um tipo de MILF que até eu cederia para. Só que ela não bate muito bem da cabeça e é viciada em Genji Monogatari. Desde a época em que ela era caloura na faculdade ela vem bolando um plano de recriar a historia de Genji nos tempos modernos. Pra isso ela foi atrás de garotas que se encaixassem nas personalidades do livro e começou a treinar o Minamoto pra ser o Genji do sec 21. E ai começa a historia do aspirante a maior pegador do mundo.

Quem for ler o mango não recomendo que leia essa parte pq spoiler mas vou só comentar rapidamente da parte que mais me marcou no mangá. Uma das mulheres que o Minamoto vai atrás é o esteriótipo perfeito e incarnado da mulher mulher ideal 2D. Tudo que os otaquinhos querem é uma mina como ela. Entretanto a historia mostra que na realidade uma personalidade como essa nãod a certo. Uma pessoa muito bondosa e pura é bondosa e pura com todo mundo. O Minamoto percebe que ele não era especial pra ela, ela era legal com ele pq ela é legal com todo mundo. E isso da um tapa na cara da sociedade e o choque me deixou bem triste :'(.

Spoiler: Minamoto Prints  
Ahegao Asagao melhor yamato nadeshiko

[Imagem: e6402ed941.PNG]

Como assim não podemos fazer sexo abertamente na cafeteria? Em que mundo estamos?

[Imagem: 73b2589042.PNG]

Wooooooooow a confissão do Leo Stronda mulher foi loka

[Imagem: f2def908e5.PNG]


Falta comentar principalmente: Shoumin-sample, Hitomi-sensei e Iinazuke Kyoutei
Mas como meus dedos estão cansados comento depois.
Responder
 #60
Li ontem o volume final do Sundome. Foi bem... controverso, comparado aos outros, que estavam constantemente melhorando. Conforme a história foi progredindo eu ficava cada vez mais curioso sobre como seria a explicação para as ações da Kurumi, ela foi muito bosta com o MC, por mim precisaria de uma puta razão pra explicar isso. E foi essa razão que senti que não fechou bem, nada justificou o que ela fez, ficou como uma filha da putisse mesmo. Meteram até os senpais do clube deles lá no meio, coisa que deveria ter permanecido como apenas comédia. Até a parte da Kyouko assassina já achei demais e me incomodou um pouco.

Mas bem, isso é mais um detalhismo meu, é bem complicado deixar algo misterioso omitindo informação assim e depois fazer com que todos os acontecimentos fechem perfeitamente sem asspulls baratos.

O outro probleminha, esse bem menor, foi dos membros do clube do nada agirem como se o relacionamento dos dois fosse conhecido. Foi bem bem rushada essa parte, mas pode muito bem ter sido intencional, como se estivessem numa bomba relógio pronta pra degringolar tudo que aconteceu quase instantaneamente.

Mas tirando essa parte de como chegamos do meio da história para o final, só tenho elogios, a progressão do relacionamento deles foi boa, sempre se superando nas bizarrices mas se mantendo coerente e natural. O subplot da Kyouko com o nerdão lá também foi bem executado.

E o final em si foi fantástico, não foi inesperado, foi exatamente o que a história já jogava na tua cara desde o início, mas foi muito bem executado, e igualmente triste. O epílogo depois chegou a dar raiva de tão deprimente, esses japas REALMENTE sabem como fazer esses finais que deixam um buraco no teu coração, muito muito triste, impressionante.
Responder
Páginas (12): « Anterior 1 2 3 4 5 6 ... 12 Próximo »

Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes