Jogos a Estrear!


Tópico em 'Jogos & Consoles' criado por Kim em 02/06/2014, 16:01.
Páginas (14): « Anterior 1 ... 10 11 12 13 14
Avaliação do Tópico:
  • 0 Votos - 0 Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
0 votos
208 respostas neste tópico
 #196
Pra quem curte, saiu o trailer do novo jogo do Batman, produzido pela Telltale.



Eu tô muito empolgado pra esse jogo. Todos os jogos modernos do Batman (Arkham Asylum, City, Origins e Knight) são ótimos, e todos feitos pela Rocksteady. Com isso, o foco sempre acaba sendo a ação ao invés do lado "detetive" do Batman, apesar de ter momentos de investigação e tal.

Quem jogou The Walking Dead da Telltale sabe que dá pra fazer um jogo de detetive bem foda naquela mecânica de adventure que eles usam. Não sei se será o foco do jogo, mas tô torcendo para que seja, sim. Esse tipo de abordagem para o Batman faz falta, se não a galera fica achando que ele é só um "Tony Stark sem armadura", quando na verdade ele é um dos maiores detetives do mundo (coisa que o Tony Pinga nunca será, já que é a cópia).

Enfim, tô doido pra jogar. Achei o trailer bem legal.
Responder
 #197
Eu tô me segurando pra não agir como uma fangirl histérica neste momento mas vamos lá: a SEGA anunciou um novo jogo de Sonic. Eu já encarava isso de forma extremamente cética faz tempos porque a estratégia de marketing deles tava sendo PÉSSIMA, fazendo anúncios para anúncios de anúncios de pistas aparentemente sem sentido conectadas a algo relacionado ao jogo. Tava achando que ia ser mais um joguinho qualquer que no fim das contas ia sair como jogo de aniversário, algo muito inferior a um Generations e na pior das ocasiões, no mesmo nível do Sonic the Hedgehog de 2006. Segui com meu ceticismo até mesmo quando anunciaram sobre o anúncio de hoje.

Mas por fim, a espera acabou, e eu fui surpreendido como nunca achei que seria mais pela SEGA. Eles finalmente, depois de anos de erros, a quase destruição da reputação da franquia com Sonic Boom e de gerar uma fanbase mais cética em relação a futuros jogos que ateu em relação a deuses, acertaram em cheio.



Vão lançar um novo jogo chamado Sonic Mania. Como o próprio vídeo mostra, ele é moldado com base nos clássicos. E quando falo baseado nos clássicos, me refiro desde ao gameplay em si, que é REALMENTE igual aos jogos clássicos, até a parte conceitual, como as artes dos personagens que os retratam no estilo clássico de fato.

Ser baseado nos clássicos por si só não iria querer dizer muita coisa normalmente, pois Sonic 4 também era pra sê-lo, porém foi uma decepção tremenda em todos os sentidos possíveis. Neste caso, porém, a chance de eles fazerem um Sonic 4 2D é zero por causa de um único nome que está na equipe: Christian Whitehead. Esse cara, pra quem não sabe, era um cara da fanbase que é programador e conhecido pelo nick de "The Taxman", e participava de um fórum chamado Sonic Retro, e na época, desenvolvia uma engine chamada de "Retro Engine", com o objetivo de recriar as físicas dos jogos clássicos de Sonic. O resultado desse projeto todo é que o negócio ficou tão bom que a SEGA o contratou, licenciou a engine e usou-a primeiramente para lançar os ports de Sonic CD pra várias plataformas há alguns anos, e mais recentemente, usou-a novamente nos ports dos jogos clássicos para mobile, ambos grandes sucessos.

É mais que óbvio que o fato dele estar nesse projeto vai fazer com que esse jogo use a engine dele (nem que modificada em algo), e a não ser que a SEGA consiga a proeza de errar em quesitos básicos de level design em todas as fases do jogo após finalmente acertar na parte conceitual, esse está pra ser o melhor jogo da série em uns 20 anos.

Por sinal, saiu também um trailer dum outro jogo para ano que vem. Ao que tudo indica vai seguir o estilo do Generations de team-up do Sonic clássico e moderno, apesar que aparentemente não vai ser uma sequência do Generations. O que eu não gostei muito foi que o trailer tem uma aura meio "dark", e Sonic não costuma dar certo com esse tipo de coisa, mas pode ser que seja apenas uma fase/área do jogo que nem Crisis City e o resto seja mais variada.



Marco aqui o @migliole que provavelmente estaria interessado nisso por uns papos que tivemos no passado, e também o @Esteves e o @Best que acho que poderiam se interessar.
Responder
 #198
Falando em games, vou dar uma olhada nesse aqui, o open beta começou hoje.


https://www.epicgames.com/paragon/
Responder
 #199
Não sabia onde comentar então vai aqui mesmo.

A UbiSoft está dando Rayman: Origins de graça esse mês.

Mês passado foi Splinter Cell, e no retrasado foi Prince of Persia SoT.

Tá valendo a pena pegar esses jogos mensais pois até agora só teve coisa boa.

Só procurar o UbiSoft Club ai, cadastrar e pegar. Vai direto pro launcher do uPlay.
Responder
 #200
Saiu um trailer do novo jogo de Danganronpa, que tem o nome de "New Danganronpa V3: Minna no Koroshiai no Shingakki" (sem título em inglês definido ainda).



Algo interessante é que além de estarem começando um novo arco de história (que ainda não se sabe se é na mesma timeline do anterior ou se é uma timeline diferente ou até mesmo outro universo), parece que vão abandonar a antiga trope dos "SHSL/Ultimate Students" e agora os personagens serão "Gifted Inmates", isto é, presidiários talentosos ao invés de estudantes talentosos. A nova escola onde o jogo se passa, que nada tem a ver com a Kibougamine/Hope's Peak, na verdade é uma prisão pelo visto, cercada por grades em todos os lados, e o local parece ter uma atmosfera mais dark que os jogos anteriores pelo que pode ser visto no trailer. E além disso, a protagonista aparentemente vai ser uma garota, chamada Kaede Akamatsu (com a mesma dubladora da Sonia Nevermind, inclusive). Eu tava achando que ia ser aquele Robot Naegi já que ele até aparecia naquela imagem promocional antiga em primeiro plano lá mas pelo visto tavam me ludibriando.

Ah, e saíram umas scans da Famitsu com os novos personagens com uma qualidade decente também. Primeira imagem são os garotos e a segunda as garotas:

[Imagem: tumblr_odior0nDlS1u1rsj0o1_1280.jpg]

[Imagem: tumblr_odior0nDlS1u1rsj0o2_1280.jpg]

(Mais um monte de husbandos e waifus que vão morrer e eu vou sentir falta cry)

Por enquanto ainda não tem tantas informações, não tem nem quais são os títulos dos personagens, assim mas acho que vão ir revelando logo logo já que o jogo sai em janeiro lá no Japão. Tô aqui torcendo pra fazer que nem fizeram com Zero Time Dilemma e, quando sair a versão em inglês, já sair na Steam de uma vez, senão vou ficar enrolado tendo que procurar um Vita/PS4 ou esperando que portem pra PC.

Marco aqui @notAura, @Hatty, @dunia01 e creio que @migliole que tava interessado em jogar a série. @fsouzas também, mas já deve saber da maior parte.
Responder
 #201
Não temos um tpc melhor então vai ser aqui mesmo. Caso alguém ainda não tenha visto o anuncio do Nintendo Switch ta aqui:



Sobre o console:

Sou uma das pessoas que não terá escolha se não migrar para ele então acho o assunto relevante. Ao mesmo tempo não sentia que eu tinha credibilidade suficiente pra criar teorias então conversei com alguns amigos Nintendistas de verdade antes de vir escrever.

Primeiramente segundo essas pessoas, ficar hype com trailer de console da Nintendo é coisa de casual que ainda não teve experiencias ruins o suficiente. Bem, sou um desses casuais já que me rendi a nossa sociedade capitalista e fui comprado pelo trailer.

Vamos ser práticos: O que tem pra dar certo e o que tem pra dar errado? Pra dar certo tem tudo, o conceito de console misto é simples mas ao mesmo tempo convincente. Salvo para nós, (e a maioria da população mundial) que vivemos em um país subdesenvolvido onde andar com um vídeo game de 2000 reais na rua significa chegar em casa sem ele, não tem lado ruim de se poder unir os dois tipos de video-jogos desde que o aparelho funcione perfeitamente. E é ai que entram os problemas. Como o @Lake comentou na shout aparelhos parecidos não deram certo no passado. Mas não deram certo no passado pela dificuldade que é conseguir fornecer qualidade gráfica, velocidade de processamento, entre outras coisas numa coisa que você terá que ser capaz de segurar na mão. O trailer é lindo sim com o cara conseguindo apoiar o console naquela mesinha fina de avião mas será que da pra confiar mesmo? O que temos pra dar errado?

- Console pode super aquecer com facilidade. Quando se está na rua ele fica sujeito ao Sol e a ser danificado por umidade, sujeira, etc. Enquanto esses são problemas que já foram facilmente superados pelos portáteis é importante reparar que os portáteis até então não tinham especificações de um PC Tunado. Vide: http://pastebin.com/UD1Vx9rf

- Bateria acabar muito rápido. Segundo as especificações do link acima a bateria do Nintendo Switch duraria no máximo 4 horas.

- Ser pesado demais. O console aparece no trailer sendo facilmente manuseado, o que é difícil de acreditar se tu olhar no link ali o que tem dentro dele. E lembrando que a Nintendo adora mentir em trailers rs.

- Travar ao balançar. Novamente algo que foi superado pelos portáteis com auxilio de chips e memorias flash, o que não é o caso do Switch. Os componentes dele são muito parecidos com o de um Notebook e se alguém já tentou usar um Notebook dentro de um veiculo que balança muito vai entender do que estou falando.

- Ser propicio a acidentes. No caso do controle do Wii U se você deixasse ele cair bastava comprar um novo controle, o console ainda estaria lá a salvo. "Mas Esteves, isso ai é o mesmo caso dos Tablets, se caiu a pessoa foi descuidada e mereceu". Concordo mas a não ser que você tenha um tablet de 2000 reais vai concordar que a perda de deixar o Switch cair é um pouco maior.

Tendo esses possíveis problemas técnicos supridos eu estou particularmente bastante feliz com o produto que a Nintendo está me oferecendo. Falando de coração agora, quando o Iwata morreu e o Kimishima entrou no lugar eu fiquei muito preocupado com o rumo que a empresa que eu tanto gosto iria tomar. Desde o dia em que a Nintendo foi fundada todos os seus presidentes tinham sido desenvolvedores e programadores que tinham uma relação muito pessoal com os jogos que eles produziam. Já o Kimishima, por outro lado, é um economista e não um desenvolvedor. Pensar que a Nintendo poderia abandonar os elementos que a tornam tão diferentes das outras empresas do ramo apenas pra conseguir o mesmo poder econômico que elas deixou a mim e a muita gente preocupados. Vendo que a Nintendo agora está mais aberta a se adaptar aos tempos em que está fazendo aquele fanservice pra quem curte eSports botando o time de Splatoon ao mesmo tempo que não abandonou seu costume de estar sempre inovando me sinto aliviado.

Pelos comentários que tenho visto, o Nintendo Switch vai conseguir atrair bastante gente que nunca teve um console da Nintendo então não sabe o que esperar. Pra vocês que se encaixam nessa descrição já adianto:

- Conexão bosta de internet. Tanto os servidores dos jogos da Nintendo quanto a maneira como a conectividade é programada é são uma bosta. Limite de tempo de conectividade, lag, limitação de interface. O modo online dos jogos da Nintendo tem problemas que quem não conhece nem poderia imaginar, por exemplo, tu não poder sair do lobby de uma sala depois que entra nela num FPS.

- Falta de internet móvel. Essa pra mim é mais que obvio mas como tem gente achando que vai dar pra colocar chip de celular no console pra usar 3g achei melhor deixar claro.

- Memoria interna pequena. Basta dar uma olhada lá no link das especificações. DAGA tem um lado muito bom relacionado a memoria que irei comentar daqui a pouco.

- Falta de retrocompatibilidade. Povo que comprou o Wii U nem se da o trabalho de ficar irritado mais. Ainda não está totalmente confirmado mas os jogos de Wii U que aparecem no trailer são esperados como remasterizações com polimento gráfico e novos elementos. Ou seja, quem já tem os jogos vai ter que comprar de novo. Maaaaas a Nintendo tem sido até relativamente legal com essas coisas ultimamente dando desconto pra quem tem o jogo X e quer comprar o Y (literalmente pq tem essa promoção pra Pokemon XY -q) mas isso tb aconteceu, além de com Pokemon, com Fire Emblem e com o Smash Bros. No caso do Smash quem comprou pra 3DS ganhou um desconto bastante considerável no de Wii U, ou seja, bem provável que vai ter descontos também no Nitendo Switch.

Falemos de uma coisinha boa da Nintendo agora:

- Cartão de memoria extra do tipo SD. Sei que o @ShadowStkr odeia a Sony e vai mata-la por ter que comprar um cartão de memoria especial da Sony que inclusive é caro. Essa foi uma grande vantagem do DSs e Wiis e etc. Tu pode pegar qualquer cartão e botar nele pra aumentar a memoria. Não só é mais pratico como fica mais em conta e possibilita tu comprar tamanhos maiores. Entretanto... a verdade é que a Nintendo deveria ter aprendido a lição dela com isso a essa ponto. Esse tipo de coisa facilita muito o povo do projeto Home Brew a conseguir desbloquear o console.

E err... uma coisa que eu estava dividido pra falar há poucos momentos atrás e agora acho que tomei uma posição é sobre o fato da tela não ser Touchscreen. No caso de um console console como o Wii U eu acho inútil o touch, então em um primeiro momento achei até bom não ser pq aumenta a qualidade gráfica e barateia o custo do produto. Entretanto pensando melhor, e como vou falar com mais detalhes depois, como o anuncio do Nintendo Switch cria uma data de morte pro 3DS eu acho importante que ele seja capaz de trazer todas as experiencias que um portátil da Nintendo traria. Enquanto em jogos como Pokemon o touch é completamente dispensável, em outros como The World Ends With You ou Etrian Odissey ele é indispensável pra jogabilidade. O fato é que a Nintendo não confirmou ainda se a tela é touch ou não mas no trailer pelo menos ninguém interage com a tela apertando nada.

Sobre jogos:

Como já comentei a Nintendo tem a pretensão de trazer os jogos mais recentes do Wii U que ainda não estão velhos o suficiente para serem aposentados em forma remasterizada pro Nintendo Switch. Assim como o @AcoyKujo comentou no zap também temos agora a promessa de jogos que não eram  feitos pras plataformas da Nintendo, como Elder Scrolls, que estarão se fazendo presente. Toda via creio que pro povo daqui do fórum nenhuma dessas seja a questão principal a ser comentada.

O que talvez não tenha ficado claro pra todo mundo e que gostaria de deixar claro principalmente pro Best e pro @Thelight52 é que o Nintendo Switch não é um sucessor do Wii U e sim do Wii U e do 3DS ao mesmo tempo. Não teremos um novo portátil e os jogos novos que seriam desenvolvidos pro 3DS agora irão pro Nintendo Switch. Depois que o Switch for lançado o 3DS tem um prazo de 2 anos de sobrevivência. Aos poucos pararemos de ter jogos novos pra ele, a Nintendo parará de fazer atualizações até um ponto onde toda a conectividade com os servidores deles será cortada como aconteceu com o DS Lite. Imagino que a esse ponto o Best ainda não tenha entendido pq no inicio do post eu disse que "eu não tenho escolha" e isso se da numa afirmação feita pelo Junichi Masuda dizendo que o próximo jogo de Pokemon depois de Sun e Moon já está em desenvolvimento e está sendo desenvolvido não para 3DS e sim para o Nintendo Switch. Gostando ou não o Switch é o portátil da Nintendo daqui pra frente então é mais fácil aceitar essa realidade o quanto antes. Olhando o lado bom o Remake de DP vai ser praticamente um Pokemon Stadium da vida -q.

Tendo deixado claro esse ponto também podemos esperar uma diferença absurda nos jogos sendo desenvolvidos pro Switch. Algumas franquias se aproveitam das limitações do 3DS pra poderem lançar jogos de qualidade mediana esperando uma venda mediana. Uma quantidade ainda menor dessas franquias consegue vender uma quantidade muito muito maior do que a investida no jogo. Enquanto isso pode ser visto como um ponto positivo pra termos a Square Enix e a Atlus que tem o dinheiro necessário pra botar nessas franquias e deixar o jogo melhor isso também é um grande problema pra desenvolvedores menores que usavam o 3DS pra lançar jogos de baixo investimento mas ainda assim de qualidade. De duas uma, ou esses desenvolvedores vão desistir do mercado e veremos muitas empresas indie fechando as portas por não terem como desenvolver super jogos pro Nintendo Switch ou esses jogos serão lançados ainda assim e teremos num mesmo console jogos mais polidos graficamente e jogos 100% em sprite. Particularmente eu adoraria a segunda opção como vocês devem saber rs.

Voltando aos pontos menos importantes agora. Relançamento de jogos. A grande maioria das empresas anunciadas como já estando desenvolvendo jogos pro Nintendo Switch são as empresas que fizeram jogos muito populares pro Wii U. Por exemplo, o nome da Atlus está na listinha de desenvolvedores e isso muito provavelmente quer dizer que teremos remaster do Tokyo Mirage Sessions.

[Imagem: 8ufHQYh.png]

Com isso eu não acho que o acoy deva ter tanta esperança. Sim, é incrível ver Skyrim na Nintendo e isso abre esperanças pra que todo jogo que sair no minimo pra Xbox tb va sair pro Switch. Entretanto é melhor não deixar as expectativas muito altas. Tem uma grande quantidade de pessoas considerando que essa participação da Atlus ai desenvolvendo jogo pro Nintendo Switch seja um sinal de que Persona 5 também vai sair neles além dos Playstations. Enquanto eu adoraria que fosse verdade e seja totalmente possivel a nível técnico eu não recomendo a ninguém criar esse tipo de expectativa, é a Nintendo afinal.

Traindo o que eu acabei de escrever sobre expectativas, tem outra empresa nessa imagem ai que cria muitas esperanças baseadas em eventos recentes. A Grasshopper Manufacture. Eles estão fazendo 20 anos e o SUDA51 já tinha comentado que queria fazer uma sequel pra No More Heroes. Mas temos sempre que considerar a pior possibilidade... Se for outro Lollipop Chainsaw eu vou ficar pistola.

Por fim espero preços razoáveis tanto pro console quanto pros jogos. Mais do que nunca vai ser necessário os jogos não terem preços tabelados e sim preços que sejam equivalentes ao seu conteúdo. No 3DS tu tem super produções como Pokemon e Fire Emblem custando o mesmo preço que o fodendo Cooking Mama. Como é muito provável a disparidade de qualidade dos jogos pro Nintendo Switch vinda de unir portátil e console precisamos que os preços sejam justos. Sobre o preço do console em si não espero nada do Temeroso Tio Temer mas espero que nos EUA o preço esteja pairando pelos 300 hillarys.
Responder
 #202
O trailer é espetacular, tudo no trailer flui lindamente.

O conceito do aparelho não é algo exatamente novo, mas é muito interessante, o que me preocupa é que esses aparelhos híbridos acabam não cumprindo bem nenhuma das funções, que teoricamente, eles deveriam cumprir.

Então, ele pode na pior das hipóteses, ser um console pouco poderoso, incapaz de competir com o hardware dos consoles "tradicionais" (se bem que eu acho que a Nintendo nunca pretendeu estar em pé de igualdade com os consoles concorrentes em termos de hardware e poder gráfico), e ser um portátil sem todas as características, estrutura técnica e facilidades próprias de um portátil.

A falta do touchscreen é um ponto que pode vir a pesar, a nossa geração está acostumada com o touchscreen em portáteis, eu não duvido nada que a Nintendo venha a lançar um modelo mais caro com touchscreen.

Outro ponto que achei estranho é o quão pequeno aqueles controles destacáveis parecem ser, o público gamer é majoritariamente masculino, e nós costumamos ter mãos grandinhas né.

A condição técnica para o funcionamento do aparelho(no modo portátil) é um caso a parte, que mudará de país para país.

O preço no Brasil deve passar de 2000 real fácil hehe.
Responder
 #203
arrobaBest

Amanhã vai ter um Nintendo Direct exclusivo de Fire Emblem. Estão prometidos o anuncio de 3 jogos.

Especulações de que são:

- Fire Emblem Warriors
- Fire Emblem Mobile
- Fire Emblem Fates 4ª rota pro Nintendo Switch

Eu já desisti e aceitei que o Warriors vai ser Musou. Eu só espero pelo menos que eles tentem inovar o estilo igual aconteceu com o Musou de Dragon Quest. Nem o próprio Sengoku Musou tem usado o estilo nu e cru que o Zelda e o Extella usaram. Btw espere que esse jogo seja 70% dos personagens do Fates, 20% do Awakening, 9% dos jogos do Marth e 1% de outros AKA vai ser o Ike e o Roy e só.

Quanto ao mobile acho que nem cheguei a ter essa conversa com você, Best, então vou deixar pra desenvolver em chamada e só colocar os principais pontos aqui. A chance de não ser um jogo gatcha que eles ganham dinheiro com as pessoas comprando cristais/vida é altíssima. A maior chance inclusive é de ser um jogo normal, como o Awakening, só que vc só pode jogar o primeiro cap de graça e pra jogar o resto do jogo tem que comprar como err um jogo de console normal.

Sobre Fates é apenas um boato mas vazou mais de uma coisa que da forças a essa teoria. Fire Emblem Fates continua a vender horrores non stop e ganhou vários prêmios no Japão de melhor jogo do ano. O boato é o seguinte, eles vão lançar o jogo com uma versão única que junta as rotas do original dando assim um jogo com mais de 120h de modo historia além da possibilidade do competitivo depois que tu zera. Entretanto haverá uma 4ª rota diferente das outras 3. Sobre isso da 4ª rota eu fico um pouco intrigado com o que poderia ser pq tipo. São dois países em guerra. Numa tu se alia ao país X, na outra ao país Y, na outra você não se alia a ninguém e derrota os dois exércitos sozinho. A 4ª seria o que? Tu se muda pra outro continente que não ta em guerra e vive feliz pra sempre largando os cara lá pra se matar? -q
Responder
 #204
Tales of Berseria está comprado. 

Jogando a Demo enquanto o jogo não lança.
Responder
 #205


Okay os gráficos e a animação, mas pô, mobile?
Responder
 #206
Pô, eu gostei, vou dar uma chance.
Responder
 #207
Terminei de assistir aqui agora o Nintendo Direct de Fire Emblem e como o Best pediu pra receber infos já que ta sem PC farei isso. Já adianto que foi um lindo Direct, 4 jogos anunciados em 20 minutos e o mobile é tudo que eu pedi a deus.

Fire Emblem Echoes (3DS)

Eu não quero chamar esse jogo de remake pq realmente não é. Eles estão fazendo um jogo novo baseado em um jogo antigo. Eles mesmos não falam a palavra remake em nenhum momento e sim que foi fortemente inspirado.

É um jogo completamente novo a nível de historia e mecânicas. Sobre as mecânicas o mais interessante é o modo de exploração acrescentado ao já RPG tático tradicional que te permite andar pelas cidades, falar com NPCs, etc.

Quanto a historia eu particularmente achei muito foda. De um lado uma Deusa bondosa que como consequência de ajudar demais a humanidade criou um povo preguiçoso e pecador. De outro um Deus malvado que faz a humanidade sofrer e estimula guerras pra que o povo se torna fisicamente forte mas como consequência acaba por criar também pessoas violentas e incapazes de dialogar.

Uma coisa que vi gente falando é que seria censurado a questão do Rei do lado da Deusa estuprar geral mas creio que esse é o tipo de coisa que ainda passa em FE visto o conflito das cocumbinas em Fates.

Fire Emblem Sem Nome (Nintendo Switch)

Eles não deram qualquer informação sobre o jogo além de que sairá em 2018. Mas como já era previsto será o próximo jogo da série original sem contar remakes. Eu apostaria que se passará no futuro do universo do Fates.

Fire Emblem Warriors (Nintendo Switch)

O vídeo comprova que é o musou que eu gostaria que não fosse. Mas fui convencido e orientado por um amigo muito entendido no assunto quanto aos motivos desse jogo existir. Quando um console desses vai sair a desenvolvedora do hardware vai atrás dos desenvolvedores de software e da uma alfinetada "Seu não vai lançar um joguinho não?". No caso da Nintendo em especial que é dona dessas empresas auxiliares como a Inteligent System é praticamente uma obrigação. Só que o que acontece, eles já tinham um time desenvolvendo o Echoes pro 3DS e o que sobrou deles foi fazer o mobage. Ao terminar isso tudo, considerando que Fire Emblem é a franquia mais vendida do 3DS ficando atrás só de pokemon, eles tem mesmo que começar a fazer o jogo novo da série principal pro Switch. Sendo um jogo complexo do jeito que é eles não conseguiriam lançar esse ano. Com isso acontece o que meu amigo me falou com as seguintes palavras "Esteves, sempre que vai lançar um console novo da Nintendo a Nintendo da as ferramentas pros desenvolvedores muito em cima da hora do lançamento. Como consequência os primeiros jogos que saem que não são Mario ou Zelda acabam por ser feitos nas coxas ou bem simples pela falta de tempo que os caras tiveram. Eles não tinham como fazer um Fire Emblem de verdade em 6 meses então terceirizaram o trabalho pra outra empresa que basicamente fez 5 modelos de personagens jogáveis e alterou a paleta e o chapéu dos inimigos pra parecerem diferentes. Fora isso programar um jogo estilo musou é algo que qualquer estudante universitário de programação consegue fazer.".

Fire Emblem Heroes (Android/IOS)

Maluco meu hype ta hard aqui pra esse jogo. Como eu comentei com o Best eu estava cheio de temores no que poderia ser e tal pelo fato da Nintendo ser maluca mas não, fizeram exatamente o que eu queria do jeito que eu queria. Sei que muitos não curtem esse estilo de mobage por causa de RNG e tal mas eu particularmente adoro mesmo tendo uma sorte medíocre.

Será um jogo de gatcha. O que eles mostraram ali foi idêntico ao Phantom of The Kill, o outro mobage que eu falei que estava jogando para me preparar pra quando o Fire Emblem saísse. Basicamente você tem a jogabilidade do Fire Emblem normal sendo um jogo tático só que com mapas menores e tal.

Coincidentemente ou não há uns 3 dias atrás eu decidi baixar todos os mobages que eu já havia jogado sério de volta no meu celular pra fazer uma comparação entre eles. O único que não deu foi o Ayakashi que já faliu. Nisso eu percebi algumas coisas. Uma delas é que o meu favorito entre os 8 jogos incluindo o Fate/GO foi o Age of Ishtaria. E ai eu parti pra avaliar qual era o fator que me fazia gostar tanto do jogo e ao mesmo tempo analisar o motivo pelo qual eu parei de jogar se o jogo é tão divertido assim. Bem, o ponto principal que destaca o Age of Ishtaria é a interação entre jogadores. No Fate/GO, por exemplo, ta todo mundo aqui jogando mas a gente nunca ta jogando junto de verdade. Tem os suportes e tal mas o máximo de interação são as conversas sobre o jogo pra falar o que cada um conseguiu, nunca se joga junta de verdade. O Age of Ishtaria por outro lado se duas pessoas quiserem elas podem pegar o celular ao mesmo tempo e enfrentar o mesmo boss. Assim como permite que pessoas troquem seus servos entre si passando a mina de óculos 4* que vc odeia pra um amigo que te daria um 5* por ela. Visto o ponto positivo do Age of Ishtaria qual é o ponto negativo? Nele falta um sistema como existe no Monster Super League e no Fate/GO aonde você pode fortalecer um servo comum de maneira que ele se torne comparável com os servos mais fortes. O que me fez parar de jogar Ishtaria é que tinha um momento do jogo que eu possuía um time inteiro de 5 estrelas com todas as skills upadas e tal e ai eles anunciaram que lançariam personagens 6*. Com isso todos os inimigos passaram a ser mais fortes nas missões fazendo com que meus personagens de 5* fossem tão fortes quanto os de 4* eram antes, ou seja, eram fracos. Eventualmente eles anunciaram o lançamento de servos de 7* e ai eu larguei. Agora que eu fui voltar  eu me deparei com o absurdo que eu já esperava, meus servos de 5* são tão fracos quanto de 3* eram quando o jogo começou. Não só isso como agora servos de 5* vinham normalmente no gatcha de friend point. Eu nunca coloquei dinheiro no jogo (apesar de ter considerado muitas vezes) mas coloquei muito tempo. Os servos de evento que eu passei noites sem dormir pra pegar, os servos de gatcha especial com rate up pra 5* que eu torrei todos os meus cristaizinhos fazendo roll de 10 pra conseguir chorar de alegria quando a carta brilhava dourada. Tudo isso perdeu seu valor.

"Ok, Esteves mas como toda essa sua choradeira se relaciona com o Fire Emblem Heroes". Pois bem, meu caro. O Fire Emblem Heroes possui um sistema de ascensão de estrela idêntico ao do Monster Super League o que vai permitir ao Best tornar a Cordelia em uma carta de 5*.

Eu joguei o Phantom of The Kill justamente para este momento inclusive. Então me permitam dizer os problemas que haviam lá e se repetirão no FE Heroes. O primeiro de tudo é o tamanho do mapa. Esses desenvolvedores se recusam a criar um mapa onde tu possa scrollar a tela, todos os mapas tem a exata mesma proporção que é uma merda de pequena. É +- 9x6 casinhas o que limita muuuuuuuuito as situações que eles podem criar deixando o jogo repetitivo rápido. Esse ai é o problema número 1 e eu diria o principal. Tu podia estar fazendo um jogo que tu clica uma vez no servo e uma vez no inimigo e assim o personagem ataca o alvo. Mas não está. Eles estão tentando emular um RPG Tático mas infelizmente esse espaço não é suficiente pra isso. O segundo problema é que mesmo com um mapa pequeno esse não é o tipo de jogo que tu pode jogar sem pensar. Como o cara mostra no vídeo tu pode pegar o Chrom que for, se ele tiver contra uma pessoa montada num Wyvern de machado ele vai morrer. A consequência disso é que é chato pra caralho ficar farmando em evento. Tu não pode simplesmente ligar o modo automático na sua cabeça e sair batendo aleatoriamente nos inimigos. Tu tem sempre que estar prestando atenção pra não ser surpreendido e isso com mobage não combina bem.

Outras infos. Não falaram nada de interação no vídeo. Nem mesmo ter aquela parada de suporte comum. Está tendo uma votação que será o seguinte, eles deram umas opções e os personagens masculino e feminino mais votados virarão personagens grátis no primeiro evento do jogo. Como grátis entendam aquele esquema de mobage de vc precisar completar todas as missões pra pegar mas a ideia é que tu não precisa rolar o gatcha.

As opções são:

< Masculinos >

- Marth (Girl Marth)
- Seliph (Little Marth)
- Roy (Fire Marth)
- Ike (Bara Marth)
- Chrom (Marf)
- Navare
- Lon'Qu
- Validar
- Nines

< Femininos >

- Tiki (Incidentally not Marth)
- Lynn (Hot Marth)
- Erika (Incest Marth)
- Corrin (Barefoot Robin)

______

Se fosse pra escolher os personagens que eu mais gosto provavelmente seria o Ike de masculino e a Erika de feminino. Entretanto vou levar um pouco pro lado da estratégia também. A Erika seria literalmente um desperdício visto que ele é só uma mina que luta com uma espada. Pelo o que deu pra perceber do vídeo unidades que usam stones são raríssimas então eu fico no seguinte.

No Masculino o ideal seria Marth ou Ike. O Marth por uma questão de raridade visto que se não for ele agora quando for ter um evento dele no futuro vai ser a coisa mais rara do mundo. O cara é o protagonista principal da série e tudo que acontece até nos spin-offs é de alguma forma consequência de alguma coisa que ele fez quando tava vivo. Entretanto a nível de habilidade ele não é tão bom. Tanto as habilidades dele no Awakening quanto em Fates eram muito baseadas em desvio e no final das contas ele não dava dano nenhum, só ficava esquivando. Definidamente o melhor personagem a nível de utilidade dessa lista seria o Ike, não existe Ike sem Aether e Aether é uma das skills mais roubadas que eles já inventaram. Começar o jogo com um personagem com bastante HP e que tem life steal (nunca jogo onde life steal não é tão comum) seria perfeito. Além de que convenhamos, o Ike é foda pra caralho.
Conclusão do masculino: Ike

No feminino como eu falei não vale colocar a Lynn ou a Erika, apesar das duas serem 200% waifu material elas seriam personagens muito padrão lutando com espadinha. Ambas na verdade caem no mesmo caso que descrevi do Marth de ter umas skills zoadas de dar +2 de evasion sendo que o personagem por si só tem dano baixo. Com isso ficamos entre a Female Corrin e a Tiki. O fator que decide qual das duas é melhor está numa informação ainda não confirmada. Durante o vídeo da pra ver servos iguais com armas diferentes. O que indicaria um sistema parecido com Chain Cronicle onde as armas são das Craft Essences ou Gemas que fortalecem ainda mais o personagem e podem ser trocadas pra se adequar melhor as habilidades normais. Entretanto não fica claro no vídeo se o Chrom, por exemplo, pode usar espadas e lanças ao mesmo tempo. Existe a possibilidade de existir uma carta do Chrom que usa lança e outra que usa espada, por exemplo. E ai qual a consequência disso. Se as armas forem trocáveis e qualquer um puder trocar sua arma baseado na sua classe a Corrin definitivamente é a melhor. A Corrin usa espada e Dragon Stone ao mesmo tempo. Um pouco spoiler mas oh well. Como personagem desse jogo ai seria muito útil ter um personagem com bons status que pode assumir tanto um role de vantagem quanto de neutralidade. Entretanto se não for o caso de poder trocar de arma é certo de que a Corrin que virá vai ser usuária apenas de espada. Diferente das outras duas meninas de espada uma Corrin de espada ainda assim seria um personagem interessante pelas habilidades e tudo mais. Porém toda via entretanto não obstante a escolha mais segura pra garantir que conseguiremos grátis um servo do nível de como era a Joana Ruler em Fate/GO antes de lançarem os Avengers é com certeza a Tiki. Não tem como botarem a Tiki pra usar qualquer coisa que não seja Dragon Stone. Se tu considerar ainda que fora ela só vão vir a existir possivelmente mais duas Manakketes no jogo ai mesmo que não da pra perder essa oportunidade.
Conclusão: Tiki (Se não der pra trocar de arma) / Corrin (Se der pra trocar de arma)

Vai haver também um pré-registro com prêmios igual teve em Fate/GO que deram a Saber Lily. Vou criar um tópico depois e colocar essas informações lá.

Extras pro Best:

[Imagem: oVKnWx3.png]

[Imagem: moZrSDr.png]

[Imagem: cBgnnbZ.png]

Sim, essas pessoas existem.


_________________

Edit de número um milhão:

Já descobri muitas outras infos e correções a coisas que eu já tinha escrito mas ta tarde então fica pra corrigir amanhça. O que já adianto é que a votação não é só com esses personagens mas com todos os personagens de FE e além disso não tem nada garantido que vamos receber eles de verdade. Eu boto as infos corretas no tpc que farei pro mobage.
Responder
 #208
Tá muito bonitinho...

Responder
 #209
Sonic Mania lançou seus trouxas.

Vão jogar.
Responder
Páginas (14): « Anterior 1 ... 10 11 12 13 14

Usuários visualizando este tópico: 1 Visitantes